Bié: Cruz Vermelha de Angola e Espanha promovem feira

BIÉ: FEIRA DE PRODUTOS AGRÍCOLAS (Foto: Angop)

Cuito – Membros de distintas associações de camponeses e das escolas de campo da região do Bié participam a partir de hoje, sexta-feira, na cidade do Cuito, na IV Feira de Promoção, Valorização e Fortalecimento da Sociedade Civil.

BIÉ: FEIRA DE PRODUTOS AGRÍCOLAS (Foto: Angop)
BIÉ: FEIRA DE PRODUTOS AGRÍCOLAS (Foto: Angop)

Em declarações à Angop, o coordenador geral do convênio da Cruz Vermelha de Angola (CVA) no Bié, Eduardo Jonotão António fez saber que, o projecto tem como objectivo principal dar a conhecer as distintas organizações da sociedade civil, a população local em geral e as instituições em particular, o impacto do trabalho desempenhado em cada município.

O evento promovido pelas duas instituições terá a duração de dois dias. O mesmo decorre na área adjacente ao jardim “Espelho de Água” do município do Cuito onde serão expostos os meios de trabalho e os produtos que cultivam e vendem à sociedade civil do Cuito.

A actividade, segundo o responsável, visa fazer uma retrospectiva de todas as tarefas realizadas até ao momento, contidas no convénio estabelecido através do marco de Fortalecimento Institucional e da Sociedade Civil nas zonas de actuação da Cooperação Espanhola em Angola, através da CVA em parceria com a CRE.

Serão igualmente precisou, apresentados os trabalhos desenvolvidos pela organização, no âmbito do marco do projecto “Meio de Vida” que disse, junta-se desde o ano passado (2014) ao programa do governo da província, para combater a pobreza no seio das famílias.

Indica que, o projecto financiado pela Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AECID) está a ser implementado nos municípios de Cuito, Camacupa e Cunhinga, na província do Bié.

Integram, além da Cruz Vermelha de Angola e a sua rede de voluntários, as entidades organizadoras da feira, a associação para o desenvolvimento e apoio ao campo (ADAC), a igreja Evangélica Congregacional em Angola (IECA), Cáritas de Angola, União Nacional dos Camponeses Angolanos (UNACA) e Action For Natural Medicine (ANAMED). (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA