AT&T ajudou agência de espionagem americana a espionar tráfego na internet, diz NYT

(Foto: Saul Loeb/Agence France-Presse/Getty Images)
(Foto: Saul Loeb/Agence France-Presse/Getty Images)
(Foto: Saul Loeb/Agence France-Presse/Getty Images)

A empresa de telecomunicações AT&T forneceu extensa assistência à Agência de Segurança Nacional americana (NSA, na sigla em inglês) para que a agência de espionagem vigiasse imensos volumes de tráfego na internet atravessando os Estados Unidos, informou o New York Times neste domingo, citando documentos recém-divulgados da NSA. Entre a comunicação monitorada estava a da sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York.

O jornal publicou que a companhia deu assistência técnica à NSA ao implementar uma decisão jurídica secreta que permitia o grampo de toda a comunicação via internet na sede da ONU, cliente da AT&T. Os documentos datam de 2003 a 2013 e foram fornecidos pelo fugitivo ex-funcionário da NSA Edward Snowden, segundo o NYT.

A companhia ajudou a agência de espionagem em uma série ampla de actividades classificadas, segundo o jornal. Os documentos descrevem como a relação entre a NSA e a AT&T tem sido particularmente importante, permitindo que a agência conduza vigilância, sob várias regras legais, de comunicações internacionais e de países estrangeiros entre si, que passaram por hubs nos EUA. ()

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA