Apresentação de candidatura a secretário-geral do SJA marca semana finda

JORNALISTA TEIXEIRA CÂNDIDO (Foto: Angop)

A apresentação, terça-feira (18), pelo jornalista Teixeira Cândido, da sua candidatura ao cargo de secretário-geral do Sindicato de Jornalistas Angolanos (SJA) foi um dos assuntos que dominou o noticiário social da semana de 16 a 22 de Agosto do ano em curso.

JORNALISTA TEIXEIRA CÂNDIDO (Foto: Angop)
JORNALISTA TEIXEIRA CÂNDIDO (Foto: Angop)

O acordo colectivo de trabalho e a afixação de um salário mínimo nas empresas públicas e privadas da Comunicação Social são as principais linhas de força de Teixeira Cândido, que com Altino Matos concorrem ao cargo de secretário- geral do Sindicato dos Jornalistas Angolanos (SJA), cujo congresso está aprazado para Setembro próximo.

Numa conferência de imprensa realizada, nesta terça-feira, em Luanda, Teixeira Cândido, que concorre para a continuidade, já que foi secretário-geral adjunto no mandato prestes a terminar, informou que a sua campanha decorrerá sob o lema “Sindicato és Tu”, justificando a escolha pelo facto de cada jornalista ser partícipe activo da agremiação associativa.

A secretária-geral cessante do Sindicato dos Jornalistas Angolanos (SJA), Luísa Rogério, rejeitou, nesta terça-feira, recandidatar-se a sua própria sucessão.

Ao falar à margem da apresentação do candidato ao SJA, Teixeira Cândido, Luísa Rogério disse não ter pretensão para voltar a liderar a referida organização.

Em relação aos candidatos a presidência do SJA, notou que, oficialmente, não está apoiar nenhum deles.

O conclave dos jornalistas vai acontecer em Setembro do corrente ano e, para tal, dois jornalistas apresentaram já as suas candidaturas, respectivamente Altino Matos e Teixeira Cândido, ambos do Jornal de Angola.

Por outro lado, um dos outros assuntos que marcou a semana finda tem a ver com a visita de inspecção, pelo secretário de Estado da Comunicação Social, Manuel da Conceição, às obras do Programa de Combate à Fome e à Pobreza e de Investimento Públicos, implementados no Distrito Urbano do Rangel, na capital do país.

Acompanhado pelo administrador em exercício do Rangel, Júlio Tavares, e de técnicos do Governo da Província de Luanda e da comissão deste programa de Combate à Fome e à Pobreza, Manuel da Conceição visitou empreendimentos já concluídos e por terminar, ligados aos sectores da educação e saúde, entre outros.

Outro assunto marcante, está relacionado com a vacinação, em Luanda, durante a campanha de imunização contra à poliomielite, de um milhão e quatro centos e doze mil, duzentos e 66 crianças, de  zero aos cinco anos de idade, segundo balanço das autoridades sanitárias dessa província.

Ao intervir no encontro de balanço da jornada, a directora do Gabinete Provincial de Saúde de Luanda (GPSL), Rosa Bessa, explicou que apesar dos números apresentados, muitas crianças ficaram sem apanhar a vacina, apesar das dificuldades, os resultados são satisfatórios, uma vez que foram atíngidos 95 porcento dos números programados, que são de um milhão e 345 mil e 229 crianças.

A próxima campanha vai acontecer de 16 a 18 de Outubro do ano em curso.

Também foi destaque, o apelo aos Serviços de atendimento ao público, por parte do  ministro da Administração Pública Trabalho e Segurança Social, António Pitra Neto, em Luanda, ao afirmar que estes serviços devem investir, cada vez mais, no capital humano e em soluções tecnológicas, de forma pragmática e efectiva a altura da demanda do público e das missões a si confiadas. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA