Angola Cables participa do sexto The African Peering and Interconnection Forum

(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)

Uma equipa da Angola Cables, composta por Fernando Almeida, Gestor de Projectos, e Darwin Costa, gestor do projecto Angonix, participa a partir de hoje (25), em Maputo, Moçambique, do sexto “The African Peering and Interconnection Forum”.

O evento, que decorrerá até ao dia 27, abordará as principais interconexões e oportunidades de troca de tráfego e desafios do continente, providenciando aos participantes conhecimentos globais e regionais para maximizar as oportunidades que permitirão um crescimento das infra-estruturas e serviços de internet em África. Consta ainda da agenda, discussões sobre a dinâmica de interconexão regionais e as questões de conteúdo que são factores-críticos de défice de trânsito.

Sendo um fórum multi-sectorial, o AfPIF procurará fomentar oportunidades de interconexão transfronteiriças, assegurando a presença dos principais players – provedores de infraestrutura, de serviços de Internet (ISPs), PTTs, instituições financeiras internacionais e reguladores.

“É fundamental juntar sinergias entre os vários projectos de diferentes países e empresas para aumentar a acessibilidade da internet no continente. Por outro lado, os IXP representam um importante papel neste caminho que tornará a comunicação digital uma realidade em África. O Angonix, o ponto de interconexão da internet gerido pela Angola Cables, representa um contributo para a disponibilização de conteúdos com maior velocidade de acesso e custos reduzidos para as pessoas e empresas”, defende Darwin Costa, gestor do Angonix. 

Sobre Angola Cables

A Angola Cables é uma empresa criada em 2009 por 5 dos principais operadores de telecomunicações de Angola, sendo que a principal actividade da empresa é a gestão das comunicações internacionais entre Angola e o resto do Mundo, através de cabos submarinos de fibra óptica. A sua actividade visa suportar o desenvolvimento do sector das telecomunicações em Angola e em África, bem como garantir aos operadores nacionais ligações internacionais de elevada qualidade e ainda fornecer interligação entre os operadores da região, assim como entre eles e o mundo. (angolacables.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA