Afrobasket2015: Tunísia acolhe terceira prova 28 anos depois

Selecção angolana de basquete bol vence selecção do Marrocos (Foto: Cedidas/Arquivo)
 Selecção angolana de basquete bol vence selecção do Marrocos (Foto: Cedidas/Arquivo)

Selecção angolana de basquete bol vence selecção do Marrocos (Foto: Cedidas/Arquivo)

A Tunísia alberga, de 19 a 30 deste mês, pela terceira vez uma edição do Campeonato Africano das Nações em basquetebol ?Afrobasket?, 28 anos depois da última realização, numa altura em que procura reconquistar o título e garantir o apuramento aos Jogos Olímpicos de 2016.

A maior prova da modalidade a nível de selecções realizou-se pela primeira vez neste país no longínquo ano de 1965, altura em que a sua selecção ficou com a medalha de prata, após derrota na final frente a República Centro Africana, por 57-70, e a segunda em 1987, quando não foi além da quinta posição.

Com a 28ª edição, na qual estreia-se o Uganda, a Tunísia será o quinto país a organizar o campeonato por mais de duas vezes, entre as 12 nações africanas que já sediaram o torneio.

Até a presente data, 36 dos 53 Estados do continente já marcaram presença em Afrobasket, competição iniciada em 1962 no Egipto (vencedor da 1ª edição) e tem Angola como maior vencedora (11 troféus).

Os egípcios são os que mais vezes albergaram o torneio (seis), enquanto o Senegal é o mais representativo com 26 presenças (falhou apenas a 1ª).

Em 27 edições, organizaram já o Afrobasket, além das seis do Egipto, o Marrocos (4 vezes), Angola (3), Senegal (3), Cote d’Ivoire (2), Somália, República Centro Africana, Quénia, Argélia, Líbia, Madagáscar (1 cada) e a Tunísia, que fará este ano pela terceira vez. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA