Zaire: Responsável condena caça furtiva no Soyo

CONDENADA CAÇA FURTIVA NO SOYO (Foto: Angop)

Soyo – O chefe de secção do Instituto de Desenvolvimento Florestal (IDF) no município do Soyo, província do Zaire, João Domingos, condenou hoje, sexta-feira, nesta cidade, a atitude de pessoas que insistem no abate indiscriminado de animais, através da caça furtiva.

CONDENADA CAÇA FURTIVA NO SOYO (Foto: Angop)
CONDENADA CAÇA FURTIVA NO SOYO (Foto: Angop)

Falando à Angop, o responsável realçou que a insuficiente fiscalização da flora e a fauna da região, estão a contribuir para o abate indiscriminado de animais.

Apontou a pacaça, veado, seixa e javali, entre outros, como espécies que mais abatem para comércio.

Manifestou a necessidade dos munícipes preservarem o meio ambiente, o que passa pela sensibilização das comunidades e evitarem as queimadas.

“Há necessidade de se levar a cabo uma intensa campanha de sensibilização da população residente em zonas rurais, de modo a informá-los sobre a importância da protecção da fauna e da flora”, sublinhou. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA