Vacina contra Hepatite B expandida no Centro Materno Infantil Augusto Ngangula

RECÉM NASCIDOS NO NGANGULA VÃO RECEBER VACINA CONTRA HEPATITE B (Foto: Lucas Neto)

Após lançamento no passado dia 14 de Julho, na Maternidade Lucrécia Paím, em Luanda, a vacina contra a Hepatite B será introduzida sexta-feira, 17, no Centro Materno Infantil Augusto Ngangula.

RECÉM NASCIDOS NO NGANGULA VÃO RECEBER VACINA CONTRA HEPATITE B (Foto: Lucas Neto)
RECÉM NASCIDOS NO NGANGULA VÃO RECEBER VACINA CONTRA HEPATITE B (Foto: Lucas Neto)

Segundo a directora do Gabinete provincial da saúde de Luanda, Rosa Bessa, dando sequência ao projecto de vacinação de recém nascidos contra a Hepatite B, em 40 salas de parto da capital angolana, o Governo Provincial de Luanda, através do Gabinete da Saúde, vai introduzir a vacina no Centro Materno Infantil Augusto Ngangula nesta sexta-feira.

A introdução da vacina contra a Hepatite B no Sistema Nacional de Saúde visa a redução da mortalidade por doenças preveníveis pela vacinação, principalmente em crianças.

Neste âmbito, prevê-se vacinar aproximadamente 106 mil recém-nascidos com a primeira dose de Hepatite B até Dezembro de 2015.

Durante este processo, o Governo Provincial de Luanda vai aproveitar  reforçar a importância do cumprimento do pacote básico da sala de parto, mormente o aleitamento materno na 1ª meia hora pós parto, vacinação contra Pólio 0, BCG e administração de Vitamina A em mulheres depois do parto (puérperas).

Com este acto,  pretende-se aumentar em pelo menos 20 por cento o número de crianças vacinadas com BCG e Pólio 0 em relação ao primeiro semestre de 2015, e em pelo menos 20 por cento a administração da Vitamina A em Puérperas que utilizam as unidades sanitárias.

Visa igualmente promover o aleitamento materno e fornecer informações  básicas ao profissional de saúde para que ele possa contribuir, de maneira eficiente, para que as mães tenham uma amamenta­ção bem sucedida.

Em Angola, a Hepatite B constituiu a 10ª causa de Mortalidade em 2014. Estudos realizados na Província do Bíé, em 2008, em doadores de sangue, concluíram a existência de uma prevalência de  8,9 por cento.

A Hepatite B é uma doença infecciosa inflamatória do fígado causada pelo vírus da hepatite B – VHB que afecta seres humanos e alguns outros primatas. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA