Turquia acusa União Europeia por afogamento de imigrantes

(D.R)
(D.R)
(D.R)

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, acusou a União Europeia (UE) de não fazer o suficiente para solucionar a crise de imigração que afeta seus países, sugerindo que a mesma é responsável pelos afogamentos no Mar Mediterrâneo.

Erdogan elogiou a política da Turquia e criticou a Europa, a quem considera incapaz de acolher os imigrantes, em um discurso pronunciado ante uma conferência militar em Jacarta.

“Um total de dois milhões de refugiados – 300.000 do Iraque e 1,7 milhão da Síria -, atualmente estão alojados na Turquia, este é o país que somos. Mas, como olhamos para o conjunto da Europa, notamos que eles só conseguiram acolher 200.000 refugiados em seus países”, acrescentou, durante sua visita à Indonésia.

afp_tickers (swissinfo.ch)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA