Tunísia: UE quer acelerar ritmo de cooperação com o país

BANDEIRA DA UNIÃO EUROPEIA (UE)

Bruxelas – O alto representante da União Europeia (UE) para a Segurança e Política Estrangeira, Federika Mongherini, anunciou segunda-feira a vontade da UE de acelerar o ritmo da sua cooperação com a Tunísia no quadro do acompanhamento deste país na realização da sua transição democrática e do seu desenvolvimento e estabilidade.

BANDEIRA DA UNIÃO EUROPEIA (UE)
BANDEIRA DA UNIÃO EUROPEIA (UE)

Mongherini fez este anúncio no termo de uma reunião com o primeiro-ministro tunisino, Habib Essid, na presença do seu ministro dos Negócios Estrangeiros, Taeib Baccouche, segunda-feira em Bruxelas numa série de reuniões com os ministros dos Negócios Estrangeiros dos países-membros da UE.

A União Europeia vai pôr à disposição das autoridades tunisinas “a perícia necessária para elevar a capacidade dos trabalhadores tunisinos no domínio do controlo das fronteiras, das informações e da justiça”, ajudando “a conter o fenómeno dos combatentes estrangeiros e o extremismo”, acrescentou o chefe da diplomacia europeia.

Indicou, para o efeito, a existência de programas europeus para tratar as questões mencionadas. “Decidimos acelerar a execução destes programas cujo financiamento se estimou em 23 milhões de euros”, disse.

O primeiro-ministro tunisino e a sua delegação avistaram-se segunda-feira de manhã com o coordenador da União Europeia para a luta contra o terrorismo, Gilles de Kerchove, com quem abordaram a possibilidade de tomar medidas precisas no domínio da cooperação de segurança e informações.

As duas partes declararam-se conscientes da necessidade de reforçar esta parceria, nomeadamente depois dos ataques contra o Museu do Bardo e a estação balnear da cidade de Sousse, cerca de 140 quilómetros a sul de Túnis. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA