“Situação de Gilberto é estável” – médico

A esposa de Gilberto, o médico João Mulima. (Foto: D.R.)
Gilberto, jogador do Benfica de Luanda e da selecção, com o Dr. Mulima, o ministro Gonçalves Muandumba e o Presidente da FAF, Pedro Neto. (Foto: Horácio Luvumbo)
Gilberto, jogador do Benfica de Luanda e da selecção, com o Dr. Mulima, o ministro Gonçalves Muandumba e o Presidente da FAF, Pedro Neto.
(Foto: Horácio Luvumbo)

A situação do futebolista do Benfica de Luanda Gilberto Amaral, que domingo teve uma comoção cerebral, durante o jogo entre a sua equipa e o Progresso do Sambizanga, é estável, informou hoje o cardiologista Luís Mariano, que acompanha o jogador.

O cardiologista Luís Mariano, falando do estado de saúde de Gilberto. (Foto: Angop)
O cardiologista Luís Mariano, falando do estado de saúde de Gilberto.
(Foto: Angop)

Em declarações à imprensa, à margem da visita ao atleta do ministro da Juventude e Desportos, Gonçalves Muandumba, o médico explicou que o estado de saúde do jogador está controlado, mas que deverá permanecer na unidade hospitalar nas próximas 24 horas, aguardando pelo resultado de novos exames.

 

Os ministros João Baptista Kussumua e Gonçalves Muandumba durante a visita a Gilberto. (Foto: Horácio Luvumbo)
Os ministros João Baptista Kussumua e Gonçalves Muandumba durante a visita a Gilberto.
(Foto: Horácio Luvumbo)

“Gilberto teve um quadro de perda de consciência que chamamos comoção cerebral. Fizemos os exames e inclusive uma ressonância magnética cerebral e está tudo normal. Fizemos um novo exame de electrocardiografia e aguardamos até terça-feira no período da manhã pelo resultado”, frisou, referindo que o também capitão da selecção nacional vai continuar sobre cuidados médicos nas próximas 24 horas.

A esposa de Gilberto, o médico  João Mulima. (Foto: D.R.)
A esposa de Gilberto, o médico João Mulima e o ministro Gonçalves Muandumba
(Foto: Horácio Luvumbo).)

Gilberto teve este domingo, em Luanda,  uma queda aos 27 minutos de jogo que o deixou inanimado, após ter tido um choque com um oponente, em partida que a sua equipa venceu por 2-1 ao Progresso do Sambizanga, no estádio dos Coqueiros, referente à 18ª jornada do campeonato nacional de futebol da primeira divisão.

O ministro com Zeca Amaral, ao lado de Gilberto. (Foto: Horácio Luvumbu)
O ministro com Zeca Amaral, ao lado de Gilberto.
(Foto: Horácio Luvumbu)

O médio recebeu os primeiros socorros na relva e de seguida foi transportado por uma ambulância para uma clínica da capital já recuperado.

Por sua vez, o presidente da Federação Angolana de Futebol (FAF), Pedro Neto, informou que, de acordo com os regulamentos do Girabola, todas as equipas devem estar equipadas com material de socorro e inclusive o desfibrilador (equipamento electrónico cuja função é restabelecer ou reorganizar o ritmo cardíaco).

“Agora vamos ser mais rigorosos: Todos os estádios têm que obrigatoriamente ter este instrumento, sem isto o jogo não se realiza” – salientou. (portalangop.ao)

2 COMENTÁRIOS

  1. A iniciativa é de louvar, mais ñ era necessario que se chegasse a esse ponto para equipar um estadio ou um campo de futebol um ou varios desfibriladores estimados responsaveis da nossa Faf, isso era uma medida a por no momento das requalificação ou (ões) de campos ou estadios de qualquer club nacional quer da primeira ou segunda divisão e ate clubes amadores, porque seria uma mais valia para todos os clubes de todas as divisões , quer no futebol ou nostras modalodades da pratica do desporto a nivel nacional de Angola de Cabinda, ao Cunene e do mar ao leste da R. de Angola.

DEIXE UMA RESPOSTA