Silva destaca moral do plantel

Jogo Kabuscorp (Foto: Angop)

O defesa central Silva, um dos jogadores mais experientes do plantel do Kabuscorp do Palanca, afirmou ontem, no final da sessão de treinos, estar confiante que os níveis de motivação que  a equipa atravessa em vésperas do jogo com o 1º de Agosto será fundamental para a conquista dos três pontos. O desafio está agendado para domingo, às 15h30, no estádio da Cidadela.

Jogo Kabuscorp (Foto: Angop)
Jogo Kabuscorp (Foto: Angop)

De acordo com o titular da camisola 4 do vice-campeão nacional, a série interrompida de quatro resultados menos conseguidos no campeonato, com a vitória na jornada passada frente à Académica do Lobito, ajudou a devolver aos jogadores o estado anímico que precisavam, tendo em vista a recuperação da desvantagem que o clube enfrenta na tabela classificativa.

“O moral do grupo está alto. Estamos a trabalhar bem, o grupo está alegre e motivado, já que vínhamos de quatro jogos sem vencer e esta vitória com a Académica do Lobito trouxe um grande alento à equipa e neste momento estamos a trabalhar com o moral muito alto”, assegurou o jogador mais utilizado do Kabuscorp do Palanca em 2013 e 2014.

Apesar da motivação, Silva admitiu que não será fácil ultrapassar o 1º de Agosto, razão pela qual prevê um “jogo complicado”, justificando o facto de o adversário ser “extremamente difícil” de contornar. Destaca ainda a particularidade de se tratar de um candidato ao título e com os mesmos objectivos do Kabuscorp do Palanca.

“Vamos fazer o nosso jogo e procurar vencer. O grupo está a trabalhar muito bem, está compenetrado que teremos mais um jogo difícil, já que é um adversário directo. Estamos a trabalhar de uma forma consciente e concentrada, para ver se podemos fazer um bom resultado. E o melhor resultado para nós é a vitória”, confessou.

Silva garantiu ser um dos jogadores do plantel às ordens de Miller Gomes que muito acredita na conquista do título, apesar da diferença de nove pontos que separa o Kabuscorp do Palanca do líder, Recreativo do Libolo. “Enquanto matematicamente for possível, vamos lutar até ao fim”, acrescentou.

“Ataque é o ponto forte do 1º de Agosto”
O central Silva, do Kabuscorp do Palanca, considera ser fundamental ter cuidado com a defesa, para evitar riscos desnecessários, porque o 1º de Agosto tem no sector ofensivo a sua grande “arma”. O titular da camisola 4 admite que este potencial do adversário pode obrigar a sua equipa a dar muita atenção ao sector defensivo.

“Um dos pontos fortes do 1º de Agosto é o ataque. Vamos jogar contra uma equipa que em quase todos os jogos faz golos, por isso, a gente está a trabalhar nisso para anular este potencial do adversário. Se não sofrermos golo, teremos meio caminho andado para vencer o jogo”, disse. Silva acrescentou que os adeptos têm um papel fundamental na missão de ajudar a equipa a ultrapassar as contrariedades. Por isso, aproveitou a oportunidade para agradecer o apoio prestado à equipa pelos adeptos em Benguela, no jogo com a Académica do Lobito.

“Esperamos que continuem connosco também no jogo com o 1º de Agosto, para ver se conseguimos vencer mais este desafio. A minha luta tem sido tentar marcar golos, para ajudar o ataque. Em cada jogo também procuro subir no relvado, além de impedir também que soframos golos. Tenho contribuído também no ataque e este jogo vai ser um daqueles em que vou tentar fazer a minha parte”, prometeu. PC (jornaldosdesportos.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA