Secretário Bento Kangamba repreende autores das convocações de manifestações

Secretário do Comité Provincial do MPLA de Luanda para a área de organização periférica e rural - Bento dos Santos Kangamba (Foto: Rosario Santos)
Secretário do Comité Provincial do MPLA de Luanda para a área de organização periférica e rural - Bento dos Santos Kangamba (Foto: Rosario Santos)
Secretário do Comité Provincial do MPLA de Luanda para a área de organização periférica e rural – Bento dos Santos Kangamba (Foto: Rosario Santos)

O coordenador do grupo de acompanhamento do MPLA ao município de Viana, Bento Kangamba, repreendeu os jovens angolanos que recorrem as redes sociais para convocarem manifestações, com fins inconfessos, por ser um atentado à paz e à estabilidade vigente no país.

Bento Kangamba falou à imprensa à margem do acto político e cultural de massas, destinado a apresentação pública da convocação do VII congresso ordinário do MPLA, aprazado para 17 a 20 de Agosto de 2016, realizado no complexo turístico do Dream Space, em Luanda, sob orientação do vice-presidente do partido, Roberto Victor de Almeida.

“Chamo a atenção destes jovens porque têm muita pressa de atingirem cargos governativos, sem, no entanto, possuírem histórico político, social, profissional e até mesmo académico para dirigir com êxito o país”, disse o responsável.

Ao convocarem manifestações nas redes sociais, com a difusão de vídeos e mensagens, é preciso que tenham consciência das responsabilidades do país e de cada um dos cidadãos. O povo angolano não pode aceitar de ânimo leve, ninguém quer mais confusão e o povo sabe muito bem que o MPLA tem um histórico, tal como a nossa Angola, acrescentou o também secretário do partido para as zonas rurais e periféricas de Luanda.

Na sua intervenção, o político enfatizou que o MPLA luta pela consolidação da democracia, do bem-estar do povo angolano, independentemente das duas diferenças ideológicas, e que aumenta, no quotidiano, a sua capacidade de mobilização e recrutamento.

Por este motivo, clarificou, o povo está continuamente a aderir ao partido, que implementa acções para o desenvolvimento multifacetado do país.

O acto político e cultural de massas agregou mais de dez mil cidadãos e decorreu sob o lema “MPLA – com o povo rumo a vitória”. Foi animado pelos músicos Dom Caetano, Edi Tussa, Baló Januário, Jivago, Virgílio Fire e Titica. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA