S. Paulo: a grande metrópole da América Latina

(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)

São Paulo é o principal centro de negócios da América Latina. A capital do estado é a cidade com mais escritórios de grandes multinacionais no Hemisfério Sul. A Bolsa de Valores de São Paulo (BM&FBOVESPA) é uma das cinco maiores do mundo.

As empresas que se instalam no estado de São Paulo estão no maior mercado consumidor da América Latina, com abundante mão de obra qualificada, infraestrutura de padrão internacional, cadeia de fornecedores diversificada e uma legislação ambiental avançada. São esses ingredientes, aliados à receptividade multicultural, que oferecem uma excelente vantagem competitiva ao estado. São Paulo é a cidade com mais escritórios de grandes multinacionais no mundo, após Nova Iorque.

O Brasil recebeu, nos últimos 10 anos, cerca de US$ 365 bilhões de investimento estrangeiro no setor produtivo da economia, sendo que, em 2012, foram US$ 65 bilhões. Os segmentos mais atrativos foram os de infraestrutura de saneamento e transportes; as indústrias automobilística, aeronáutica e de outros materiais de transporte; telecomunicações, geração e distribuição elétrica; intermediação financeira; de produção de açúcar e álcool; e imobiliário.

A capital paulista ocupa o quarto lugar no ranking organizado pela consultoria KPMG das metrópoles mundiais que mais receberam investimentos estrangeiros em 2011 – atrás somente de Londres, Xangai e Hong Kong. Segundo a The Economist Intelligence Unit, São Paulo é o estado brasileiro mais preparado para receber o intenso fluxo de investimentos estrangeiros previsto para os próximos anos, com a aproximação da Copa do Mundo FIFA Brasil 2014 e das Olimpíadas de 2016.

O mercado consumidor paulista, com a incorporação crescente de segmentos populacionais que tiveram aumento significativo de renda nos últimos anos, está aberto a várias oportunidades de negócios dirigidos a esses novos consumidores, que vão desde a construção civil e as atividades imobiliárias até a prestação de serviços pessoais, passando pelos diferentes ramos da indústria, os quais têm lançado novos produtos destinados a esse mercado.

(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)

Para atender a essa demanda por investimentos estrangeiros, em 2008 foi criada a Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade (Investe SP). A agência é a porta de entrada das empresas que pretendem se instalar no estado, além de estimular a expansão de empreendimentos que já estão em São Paulo.

Formada por uma equipe especializada, a Investe SP fornece, gratuitamente, informações estratégicas que ajudam os investidores a encontrar os melhores locais para os seus negócios e facilita o contato das empresas com órgãos públicos e privados. Estão ainda entre as atribuições da agência, propor políticas que contribuam para a atração de novos investimentos nacionais e internacionais para o estado de São Paulo, com o objetivo de estimular a competitividade da economia paulista, a redução das desigualdades regionais, a geração de emprego e renda para a população e a inovação tecnológica.

Outra parte importante do trabalho da Investe SP é auxiliar os municípios paulistas no atendimento ao investidor e no desenvolvimento do ambiente de negócios, além de estabelecer intercâmbios com organismos congêneres e agentes financiadores.

INFRA-ESTRUTURA

A infraestrutura do estado de São Paulo – rede de transportes, energia, telecomunicações, recursos hídricos – se destaca no panorama brasileiro. Inclui o maior porto da América do Sul e a melhor rede viária no país.

RODOVIAS

(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)

O estado de São Paulo possui a melhor malha rodoviária do Brasil. Partindo da capital, a rede rodoviária paulista assume uma forma radial, que faz a ligação do polo econômico a todas as regiões do estado. No total, são 200 mil km de rodovias. De acordo com pesquisa da Confederação Nacional dos Transportes (CNT), das 20 melhores rodovias brasileiras, 19 estão localizadas no estado de São Paulo.

Nesta malha, destaca-se o Rodoanel Mário Covas, que tem como objetivo interligar as rodovias que se iniciam na Região Metropolitana de São Paulo, formando um círculo que a contorna (extensão total de 177 km).

Com ele, parte expressiva do movimento de cargas, cuja origem ou destino seja o Porto de Santos ou os municípios da Região Metropolitana de São Paulo, deixa de transitar por áreas urbanas dessa região densamente ocupadas, facilitando seu fluxo e reduzindo os riscos de acidentes e de degradação ambiental. O Rodoanel é um marco no país no que diz respeito a cuidados com a sustentabilidade ambiental.

AGRO-NEGÓCIO

A agroindústria de São Paulo é uma das mais desenvolvidas do mundo. O estado é o maior produtor do mundo de cana-de-açúcar e de laranja e o maior produtor brasileiro de amendoim, borracha natural, flores, hortaliças e ovos.

São Paulo possui o maior e mais desenvolvido sistema agroindustrial do país e um dos mais expressivos em nível mundial. O estado é o maior produtor mundial de cana-de-açúcar e de laranja. Cerca de 60% da produção mundial de suco de laranja tem origem no estado. São Paulo é também o maior produtor brasileiro de amendoim, borracha natural, flores, hortaliças e ovos. A área ocupada pelas propriedades rurais paulistas totaliza 21 milhões de hectares (área equivalente ao território da Romênia ou de Gana).

O Brasil é o país mais avançado, do ponto de vista tecnológico, na produção e no uso de cana-de-açúcar como biocombustível. Na safra 2011/2012, o país produziu 559 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, utilizada para a produção de 23 bilhões de litros de etanol. São Paulo, o principal fabricante mundial de etanol de cana-de-açúcar, responde por 54% da produção nacional.

As exportações paulistas alcançaram US$ 59 bilhões em 2012, o que representa 49% das exportações de produtos do agronegócio brasileiro. A agroindústria paulista também se destaca pela estreita observância aos regulamentos e normas sanitárias, ambientais e trabalhistas, fundamentais para a inserção e comercialização de produtos nos mercados consumidores nacional e internacional.

(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)

A Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros  (BM&FBOVESPA), sediada em São Paulo, é uma das maiores bolsas operando com commodities agropecuárias. Feiras agrícolas são realizadas em todo o estado. A Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação (Agrishow), realizada anualmente em Ribeirão Preto (cidade situada a 313 km da capital) é uma das maiores feiras de negócios e de inovação tecnológica de máquinas agrícolas do mundo.

A pujança do agronegócio paulista se deve, em grande parte, à incorporação dos avanços resultantes do intenso trabalho técnico e científico de um conjunto de instituições de pesquisa e de desenvolvimento tecnológico que começaram a ser erguidas no final do século XIX, sob administração direta do governo estadual. São Paulo abriga a mais antiga e consistente estrutura de pesquisa e desenvolvimento setorial da América Latina, com instituições que continuam gerando inovações tecnológicas que vêm permitindo a ininterrupta evolução da produtividade agropecuária e agroindustrial.

INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA

O estado de São Paulo é o principal polo econômico e industrial da América Latina. O parque paulista, reconhecido por sua especialização em manufaturas de maior valor agregado e conteúdo tecnológico, inclui 128 mil indústrias.

A indústria automobilística é uma das principais atividades econômicas do Brasil. Em 2012, o país foi o sétimo maior produtor mundial de autoveículos, com produção de cerca de 3,3 milhões de unidades. São Paulo é o berço da indústria automobilística nacional.

Estão presentes no estado, entre outras, a Ford, General Motors, Honda, Hyundai, Mercedes-Benz, Scania, Toyota, Chery e Volkswagen. Em 2012, São Paulo respondeu por 42% de toda a produção brasileira. Além de liderar a produção nacional, São Paulo é o quinto maior produtor de autoveículos das Américas (atrás dos Estados Unidos, Brasil, México e Canadá).

O mercado interno brasileiro é o 4º maior do mundo e São Paulo é responsável pelo consumo de quase 50% dos veículos vendidos no país.

Para incentivar o setor automotivo, o Governo de São Paulo criou, em 2008, o programa Pró-Veículo, que permite a utilização de créditos de ICMS em investimentos para modernização e ampliação de planta industrial, construção de novas fábricas e desenvolvimento de novos produtos. O programa também permite a concessão, mediante regime especial, de suspensão ou diferimento do imposto devido na importação ou na aquisição interna de máquinas e equipamentos destinados ao ativo imobilizado, de forma a desonerar os investimentos em bens de capital.

MEIO AMBIENTE

(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)

São Paulo possui, desde 1995, programas voltados às questões ambientais globais. Em novembro de 2009, foi aprovada a Política Estadual de Mudanças Climáticas que fixa uma meta global de redução em 20% de suas emissões de dióxido de carbono (CO2) até 2020, tendo o ano de 2005 como base. Trata-se de uma das metas mais ambiciosas do mundo, proposta por um estado federado. Espera-se, com ela, estimular o desenvolvimento e uso de tecnologias mais limpas, bem como impulsionar a descarbonização da economia paulista.

O texto da Política Estadual prevê outros mecanismos para a mitigação das mudanças climáticas, como a redução da emissão de outros gases de efeito estufa e o da reflexão dos raios solares. A lei também estabelece a criação do Conselho Estadual de Mudanças Climáticas, que acompanhará a implantação e fiscalizará a execução da política.

EDUCAÇÃO E INOVAÇÃO

O estado de São Paulo é o maior emissor e receptor de turistas do Brasil. São múltiplos os fatores que atraem os turistas ao estado: negócios, praias, montanhas, paisagens rurais, eventos religiosos, culturais, esportivos ou de lazer.

São Paulo é a capital cultural do Brasil. A diversidade econômica do estado e as múltiplas origens étnicas de sua população geram grande dinamismo cultural. A cidade de São Paulo, sintetizando essa diversidade, é palco privilegiado de múltiplas manifestações culturais.

Faz parte da rotina paulista grandes programações culturais, como as melhores orquestras, companhias de ópera, balés, exposições e espetáculos. Uma ampla rede de casas de espetáculos, centros culturais, cinemas e variados equipamentos de cultura e lazer garantem uma programação muito agitada e constante. O visitante que chega a São Paulo encontra à sua disposição 110 museus, 160 teatros, 300 salas de cinema, 93 parques e áreas verdes. A cidade de São Paulo abriga também a segunda maior biblioteca pública do país, a Biblioteca Mário de Andrade,  fundada em 1925, cujo acervo ultrapassa três milhões de itens.

(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)

O Museu de Arte de São Paulo (MASP)  e a Pinacoteca do Estado de São Paulo  estão entre os melhores museus de arte na América Latina. Enquanto o MASP possui a mais importante e abrangente coleção de arte europeia da América Latina, a Pinacoteca abriga um dos mais importantes acervos do modernismo brasileiro.

Ilustrando a diversidade cultural de São Paulo, a cidade conta, também, com o Museu Afro-Brasil,  com 4 mil obras de arte relacionados ao universo cultural do negro no Brasil e o Museu da Língua Portuguesa,   o único no mundo sobre a língua falada por 280 milhões de pessoas. O Museu do Futebol,  o único no mundo voltado exclusivamente ao futebol sem nenhuma ligação específica com qualquer clube, mostra a relação entre esse esporte a cultura brasileira por meio de um acervo multimídia e instalações futuristas que atraem inclusive os menos fanáticos pelo esporte.

Outra atração paulistana é a gastronomia, encontrada em 15 mil restaurantes, 20 mil bares e mais de 3 mil padarias. Merece destaque um dos símbolos gastronômicos de São Paulo, a pizza, servida em mais de 5 mil estabelecimentos. Ao todo, São Paulo oferece quase 100 mil restaurantes e outros serviços de alimentação e bebidas.

Outro dos reflexos da diversidade étnica e cultural que caracteriza a população paulistana pode ser notado na presença de restaurantes especializados nas mais diversas gastronomias do Brasil e do mundo. Além disso, São Paulo é considerado o maior centro de alta gastronomia do país.

Aqui também são organizados grandes eventos como a Bienal Internacional de Arte de São Paulo,  a Mostra Internacional de Cinema, a São Paulo Fashion Week, o Grande Prémio Brasil de Fórmula 1 (em Interlagos), GP Brasil de Fórmula Indy,  a Virada Cultural – um dos maiores eventos culturais do mundo com 1300 apresentações durante 24 horas ininterruptas – e a maior parada LGBT do mundo.  São Paulo também foi palco do maior evento mundial de futebol, a Copa do Mundo FIFA Brasil 2014. (saopauloglobal.sp.gov.br)

 

 

 

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA