Rwanda: Parlamentares iniciam consultas para um eventual terceiro mandato de Kagame

PAUL KAGAME, PRESIDENTE DO RWANDA (Foto: Angop)

Kigali – Os parlamentares rwandeses começaram, nesta segunda-feira, a efectuar consultas públicas em todo o país a fim de elaborar uma reforma constitucional que irá permitir ao presidente Paul Kagame concorrer para um terceiro mandato em 2017, soube à AFP de fonte oficial.

PAUL KAGAME, PRESIDENTE DO RWANDA (Foto: Angop)
PAUL KAGAME, PRESIDENTE DO RWANDA (Foto: Angop)

“Até 11 de Agosto, todos os parlamentares vão ao terreno fazer consultas com a população. Vamos pedir o seu ponto de vista sobre a revisão da Constituição e o que eles esperam desta reforma”, disse à AFP Donatille Mukabalisa, presidente da Câmara dos Deputados.

Estas consultas foram anunciadas a 14 de Julho depois de uma votação por unanimidade do Parlamento rwandês a favor de uma reforma capaz de retirar o limite de dois mandatos presidenciais da Constituição.

O resultado da consulta gera um pouco de dúvida: antes mesmo da votação no Parlamento, mais de 3,7 milhões de rwandeses, de um eleitorado de pelo menos seis milhões, haviam já assinado petições reclamando a modificação do artigo 101 da Constituição que limita a dois o número de mandatos presidenciais sucessivos.

Em vários países da região, incluindo o Burundi, a República Democrática do Congo (RDC) e o Uganda, os dirigentes são acusados de querer contornar as regras para permanecerem no poder, ultrapassando os limites permitidos.

No Rwanda, Paul Kagame insiste em concorrer para um terceiro mandato, o que será decidido pelo seu povo.

Estas consultas vão “guiar-nos na elaboração do projecto de reforma” constitucional, acrescentou Mukabalisa, precisando que os parlamentares iriam se encontrar com “todas as camadas da população”.

A Constituição remodelada deverá seguidamente ser objecto de uma nova votação no Parlamento e posteriormente será formalmente submetida a referendo. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA