Rotação do planeta obriga a acertar os relógios um segundo (vídeo)

(DR)
(DR)
(DR)

O dia 30 de junho de 2015 teve um segundo a mais, graças aos árbitros do tempo internacionais, do Observatório de Paris, que adicionaram um segundo aos relógios do mundo. O minuto entre as 23h59m e a 00h:00m durou 61 segundos em vez de 60.

O objetivo é alinhar o a hora mundial oficial, com a rotação do planeta e assegurar que o tempo da Terra se mantém a par com o tempo medido pelos relógios atómicos. Era necessária uma pequena pausa, devido ao abrandamento gradual na rotação da Terra.

O astrónomo Daniel Gambis explica: “A rotação da terra não é fiável, é frívola, não é regular, varia de tal forma que, de vez em quando, é preciso acertar os relógios. Acertamos o Tempo Universal Coordenado adicionando um segundo”.

Este é o vigésimo sétimo ajuste do género, desde 1972. Em termos práticos, provavelmente, não vai afetar a vida quotidiana. No entanto, esta pequena diferença de tempo pode causar problemas nos servidores informáticos mas, de acordo com os especialistas, não foram registados problemas de maior. (euronews.com)

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA