Rio “complica as coisas” mas Marcelo quer avançar

Marcelo Rebelo de Sousa (D.R)

O perfil do professor não agrada ao líder do PSD, bem como a Francisco Pinto-Balsemão e Cavaco Silva, mas Marcelo não desistirá e pretende no pós-legislativas entrar na corrida a Belém.

Marcelo Rebelo de Sousa (D.R)
Marcelo Rebelo de Sousa (D.R)

O comentador Marcelo Rebelo de Sousa vai candidatar-se a Presidente da República no pós-legislativas, ou seja, entre final de setembro e início de outubro. A notícia foi apurada pelo jornal i. O professor terá admitido, “a amigos” conta a mesma publicação, que o possível avanço de Rui Rio “torna as coisas mais complicadas”, ainda assim não se exclui da corrida a Belém.

Entre oficiais (Paulo Morais) e possíveis (Marcelo, Rio, Santana), o candidato que parece agradar mais ao núcleo ‘laranja’ é o antigo autarca do Porto. Embora o próprio não tenha declarado, apesar das informações que têm vindo a público, se vai ou não avançar, certo é que, Passos, Cavaco e Pinto-Balsemão parecem unidos na oposição à possível candidatura de Marcelo, dadas as divergênciais de outros tempos.

Porém, destaca hoje o jornal i, o professor Marcelo já fez saber que isso não o impedirá de dar seguimento à sua candidatura,. Uma vontade que terá ficado suspensa após a moção que Passos Coelho levou ao XXXV Congresso do PSD, em janeiro do ano passado, e onde declarava que: “O Presidente deve comportar-se mais como um árbitro ou moderador e não tornar-se uma espécie de catalisador de qualquer conjunto de contrapoderes ou um catavento de opiniões erráticas em função da mera mediatização gerada em torno do fenómeno político”.

Desde então, sem o apoio do primeiro-ministro, a vontade de Marcelo em ser Presidente da República ficou comprometida, mas após todas as sondagens que revelaram ser o candidato com melhores condições para vencer, juntamente com  os inúmeros apelos recebidos durante a pré-campanha, a intenção parece estar restaurada e agora confirmada. (noticiasaominuto.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA