Realização do VII Fórum Nacional sobre a Criança destaque da semana finda

VII Fórum Nacional da Criança (Foto: Rosário Dos Santos)

A realização do VII Fórum Nacional sobre a Criança, de 13 a 14 deste mês, em Luanda, sob o lema ?Protecção e Desenvolvimento Integral da Criança, Compromisso Nacional?, dominou a semana social de 13 a 18 deste mês.

VII Fórum Nacional da Criança (Foto: Rosário Dos Santos)
VII Fórum Nacional da Criança (Foto: Rosário Dos Santos)

O evento teve como objectivos realizar o balanço do grau de cumprimento dos 11 compromissos para com a criança a nível sectorial e provincial, avaliar o grau de cumprimento das recomendações do VI Fórum Nacional sobre a Criança, realizado em 2013, assim como analisar os constrangimentos na implementação dos 11 compromissos a nível local.

O encontro teve como objectivo igualmente seguir acções para operacionalização da Lei nº 25/12, com base no Plano Nacional de Desenvolvimento para o período 2013-2017, a nível provincial, municipal e comunal, bem como reflectir sobre os temas definidos, relacionados com a gravidez e casamento precoce, registo de nascimento, primeira infância, educação itinerante, violência contra a criança e justiça juvenil.

Na ocasião, o ministro da Assistência e Reinserção Social, João Baptista Kussumua, que falava na abertura do evento, advertiu que o Executivo dá  “Tolerância zero”, a todo o tipo de violência contra a criança, reafirmando que a Criança é sujeito de direitos consignados na Constituição da República e nas convenções internacionais, ratificadas pelo Estado angolano.

Participaram do evento, deputados, membros do Governo, responsáveis do sistema da ONU em Angola, Corpo Diplomático, entidades religiosas, organizações internacionais, representantes da sociedade civil, crianças de diferentes províncias do país, entre outros convidados.

Quinta-feira, a nova emissora de rádio “A voz da Esperança”, pertencente a Igreja Tocoista, foi co-inaugurada  pela ministra da Cultura, Rosa Cruz e Silva, e o bispo desta congregação religiosa, Afonso Nunes, na presença do director nacional de Informação, do Ministério da Comunicação Social (MCS), Rui Vasco, em representação do titular da pasta, José Luís de Matos.

A estação emissora funcionava em período experimental desde Abril deste ano e emite na frequência 89.2.  Tem uma grelha de programação das 6 as 22 horas.

Estiveram também presentes nesse acto, o ministro das Telecomunicações, José Carvalho da Rocha, entre outras individualidades.

Ainda durante a semana,  deputados das 6ª e 7ª Comissões da Assembleia Nacional (AN) desdobram-se em visitas de constatação, respectivamente, às Igrejas do Nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo “Tocoista”, Universal do Reino de Deus, à Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST) e ao Ministério dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria.

A sexta Comissão da Assembleia Nacional (AN) trata dos assuntos para a Educação, Cultura, Assuntos Religiosos e Comunicação Social e a sétima cuida de matérias de Saúde, Família, Infância, Juventude e Desportos, Antigos Combatentes e Acção Social.

No dia 14 do mês em curso, o secretário de Estado para a Saúde, Carlos Alberto Masseca, manifestou-se, em Luanda, satisfeito com o início da campanha de vacinação contra a Hepatite B, garantindo que com a sua introdução no calendário vacinal realiza-se um acto de justiça social perante todos as crianças.

Durante o discurso de abertura da referida campanha, que teve início, na mesma data, na Maternidade Lucrécia Paím, o responsável disse que em Angola até pouco tempo esta vacina era administrada em muitas unidades sanitárias, principalmente do sub-sistema privado, o que exigia alguma capacidade financeira dos pais.

Merceu também a atenção do noticiário social, o andamento dos preparativos em torno da peregrinação anual à Nossa Senhora da Coneição “Muxima” que revelam estar em estado avançado dado redobrado empenho da Comissão Diocesana dessa festa religiosa que este ano decorrerá de 5 a 6 de Setembro, sob lema “Mamã Muxima reaviva a nossa fé em Cristo”.

O porta-voz da aludida peregrinação, padre Queiróz Figueira, garantiu, em entrevista exclusiva à Angop, que já foram criadas cinco sub-comissões de diferentes especialidades, assim como deu-se ínicio do treinamento de escuteiros e de ensaios dos grupos corais, entre outros, visando garantir uma participação exitosa dos devotos na peregrinação nacional anual, cujas celebrações vão ser presididas pelo Bispo da Diocese do Namibe, Dom Dionísio Hisilenapo.

Na ocasião, anunciou igualmente,  que a imagem da Nossa Senhora da Conceição da Muxima “Mamã Muxima” vai ser levada, a partir do mês em curso, em todas as 17 paróquias da Diocese de Viana e no Santuário de “São José de Kalumbo”, onde em cada permacerá entre dois a três dias, para colocar na ideia dos peregrinos a “Nossa Senhora Peregrina”. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA