Protecção social promove estabilidade e reduz desigualdade- diz embaixador

Gordon Kricke - Representante da União Europeia em Angola (D.R)

O embaixador da União Europeia (UE) em Angola, Gordon Kricke, reconheceu hoje, quarta-feira, em Luanda, que a protecção social aumenta o acesso aos serviços públicos de saúde, educação e nutrição, bem como promove a estabilidade de rendimentos e reduz as desigualdades.

Gordon Kricke - Representante da União Europeia em Angola (D.R)
Gordon Kricke – Representante da União Europeia em Angola (D.R)

O responsável falava durante a sessão de abertura da apresentação do “Projecto de Apoio à Protecção Social (APROSOC)”, que visa o reforço do quadro legal, político, programático de gestão para a implementação das medidas de protecção  social sobretudo as camadas mais vulneraveis.

Segundo o embaixador, a protecção social constitui um elemento fundamental na cooperação para o desenvolvimento da UE pelo papel crucial que pode desempenhar na luta contra elevados níveis de pobreza e vulnerabilidade ao nível dos países.

“E globalmente reconhecido que não se poderá alcançar um desenvolvimento sustentável e inclusivo, sem que o processo de criação de riqueza abarque os membros mais vulneráveis da sociedade”, frisou.

Fez saber que o “Projecto APROSOC” promove uma maior eficácia na provisão dos serviços de protecção social, assegurando que o sistema inclua os mais vulneráveis em situação de maior desvantagem.

Esclareceu que a abordagem do projecto centra-se no fortalecimento da capacidade institucional do Ministério da Assistência e Reinserção Social a nível central, local e provincial, como principal provedor dos serviços de assistência e protecção social no país. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA