Produtora Guelvamos pretende juntar os mais novos com os mais velhos no Lubango

(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)

‘Show das Gerações’ é o novo projecto que pretende juntar duas gerações da música angola: a nova e a velha. Organizado pela ‘Guelvamos Produções’, uma produtora que pretende promover a música nacional e trazer a união no seio artístico. Além do ‘show das Gerações’, a produtora espera trabalhar com a cultura em geral.

No início de Julho, Luanda vai conhecer mais um projecto de realização de espectáculos musicais. Trata-se do projecto musical ‘Show das Gerações’. Um projecto que promete dar um “novo rumo” à cultura massiva do país. Sob responsabilidade da ‘Guelvamos Produções’, o espectáculo tem como objectivo promover a música nacional e trazer a união entre os artistas de diferentes gerações. Até Dezembro serão sete espectáculos em Luanda. Todos os artistas terão o suporte de uma banda.
De acordo com o responsável da produtora, Guelmo Cruz, o projecto nasceu da “necessidade de juntar os músicos das duas gerações: “a nova e a velha”. Para ele, “há um certo afastamento entre os artistas das mais variadas gerações. E os mais velhos são postos de parte”. “A intenção é revalorizar aquilo que os mais velhos já fizeram e fazer com que haja união nos artistas”, acrescenta.
Na ‘vanguarda’ da realização de espectáculos e vários eventos culturais, desde 2002, a ‘Guelvamos Produções’ já é uma marca na realização de espectáculos no Lubango. Para ‘agarrar’ o projecto, Guelmo Cruz deixou a LS Republicano. Na sua nova ‘roupagem’ em Luanda, a produtora pretende trabalhar da música ao teatro e das artes plásticas à dança. “A nossa intenção é trabalhar com todos os fazedores de arte e divulgar o trabalho de quem faz cultura, de facto”, reafirma o produtor.
Guelmo Cruz acredita que o projecto “vai dar o que falar” em função do leque de artistas. “É um espectáculo de integração em que vamos olhar para todos os artistas sem desprimor”. Apesar de ter a ambição de trabalhar com a cultura em geral, Guelmo Cruz garante a realização destes eventos sem olhar para a perspetiva comercial.
Sem grandes patrocinadores, a ‘Guelvamos Produções’, neste primeiro espectáculo, conta com os meios próprios e com o apoio institucional do Ministério da Cultura. Daí que Guelmo Cruz discorde de quem critica a falta de apoios do Ministério: “O Ministério pode criar políticas e traçar estratégias, mas têm de ser os produtores a executar e a ‘desenhar’ projectos que sejam integrantes para que se possa desenvolver a cultura”.
Guelmo Cruz nega a possibilidade de usar a ‘Guelvamos Produções’ para ‘bater de frente’ com outros projectos musicais. “Respeitamos as outras produtoras. Temos as nossas políticas. Viemos para fazer cultura”. Sendo uma produtora de carácter nacional, outras províncias terão o privilégio de acolherem o ‘Show das Gerações’. Mas só a partir do próximo ano. Três já foram selecionadas: Huíla, Benguela e Huambo.

Sem patrocínios

Guelmo Cruz garante ainda não ter parceiros financeiros, mas tem a consciência de que mais tarde ou mais cedo “serão necessários”. Acredita que pela “importância” e “ambição” do projecto conseguirão parceiros: “Temos a certeza que depois de lançar os nossos projectos alguns vão se interessar. Estamos a trazer qualidade cultural e oportunidade ao jovens se singrarem com aquilo que sabem fazer”.
Só para a realização deste primeiro concerto, admite terem sido gastos mais de 20 milhões de kwanzas na produção. Reconhece que os valores “não serão avultados” por se tratar de um espectáculo mensal.
O nome da produtora ‘Guelvamos’ surge da junção com o nome do próprio nome com os dos primos: Guelmo, Valdo e Mocas.

‘Show’ e projectos

O ‘show das gerações’ é um espectáculo mensal, a ser realizado no primeiro sábado de cada mês, no Centro de Conferências de Belas, em Luanda. Cada espectáculo terá a participação de seis músicos: três da velha geração e três da nova. Os ingressos serão vendidos ao preço único de seis mil kwanzas. Os músicos terão o suporte de uma banda.
Na primeira edição, marcada para 4 de Julho, conta com os músicos Elias Dya Kimuezu, Anselmo Ralph, Jacinto Tchipa, Ary, Augusto Chacaia e Tchobari.
A produtora tem em mira vários projectos além do ‘Show das gerações’. Pretende trazer de volta o ‘Vozes de Ouro’, um projecto que consiste na descoberta de novos talentos a nível nacional e realizar a festa dos produtores, que vai reunir todos os produtores de espectáculos. Ainda este ano, pretende organizar um festival de hip-hop, na Cidadela Desportiva. Um evento anual que vai premiar os melhores do hip-hop.

– See more at: http://novagazeta.co.ao/?p=8592#sthash.rcGFdy5a.dpuf

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA