Primeiro ministro sérvio atingido na cabeça por uma pedrada em Srebrenica

(AFP)
(AFP)
(AFP)

O primeiro-ministro sérvio, Aleksandar Vucic, foi atingido neste sábado na cabeça por uma pedra lançada por participantes na cerimónia que recorda o 20º aniversário do massacre de Srebrenica, celebrada na localidade bósnia, e teve que fugir com a protecção dos seguranças.

“A delegação liderada por Aleksandar Vucic deixou a cerimónia após um ataque durante o qual o primeiro-ministro foi atingido na cabeça por uma pedrada teve os óculos partidos”, informou a agência oficial sérvia Tanjug.

Vucic teve que deixar o local correndo, cercado pelos seguranças, segundo os correspondentes da AFP.

O ministro das Relações Exteriores da Sérvia considerou o incidente um “ataque” ao país.

“O primeiro-ministro comportou-se como homem de Estado ao decidir comparecer e inclinar-se ante as vítimas. É um ataque não apenas contra Vucic, e sim contra toda a Sérvia e sua política de paz e de cooperação regional”, afirma Ivica Dacic em um comunicado.

O primeiro-ministro sérvio acabara de depositar flores diante do monumento com os nomes das mais de 6.200 vítimas identificadas e enterradas no memorial, quando a multidão começou a gritar ‘Alá Akbar’ (Deus é grande) e a atirar pedras em sua direcção.

Jornalistas da AFP viram que os homens responsáveis pela protecção de Vucic foram atingidos pelas pedradas.

Cercado pelos seguranças, Vucic conseguiu deixar o local, enquanto os organizadores do evento pediam calma através de alto-falantes.

Dezenas de milhares de pessoas reuniram-se neste sábado em Srebrenica para recordar o 20º aniversário do massacre de 8.000 muçulmanos pelas forças sérvio-bósnias, considerado um genocídio pela justiça internacional.

Este foi o maior massacre na Europa desde o fim da Segunda Guerra Mundial.

Vucic publicou neste sábado uma carta aberta na qual definiu a matança como um “crime monstruoso”. (afp.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA