Presidente zambiano atenua penas de angolanos condenados à prisão perpétua

Edgar Chagwa Lungu - Presidente da Zâmbia (Foto: Clemente dos Santos)
Edgar Chagwa Lungu - Presidente da Zâmbia (Foto: Clemente dos Santos)
Edgar Chagwa Lungu – Presidente da Zâmbia (Foto: Clemente dos Santos)

O Presidente da Zâmbia, Edgar Lungu, comutou as penas de prisão perpétua de angolanos condenados naquele país para 20 anos de reclusão, anunciou hoje o Jornal Zambia Daily Mail, de acordo com uma nota de imprensa da Embaixada de Angola.

De acordo o citado jornal, o Presidente Lungu disse na ocasião que comutou as sentenças de todos os angolanos, no âmbito da assinatura do Memorando de Entendimento sobre a troca de prisioneiros entre Zâmbia e Angola.

Esses presos angolanos estavam antes sentenciados à pena de morte, que posteriormente foi transformada em prisão perpétua, agora reduzida a 20 anos de encarceramento, refere-se na informação.

Com o perdão do Presidente zambiano, estes condenados poderão juntar-se ao grupo dos 19 angolanos que já tinham as suas declarações de transferência assinadas e que serão transferidos para Angola no dia 17 de Setembro próximo.

Tal ficou acordado entre as autoridades dos dois países, durante o último encontro de trabalho que se realizou há um mês em Lusaka entre o secretário de Estado para os Serviços Penitenciários de Angola, José Bamoquina Zau, e o vice-ministro do Interior da Zâmbia, Coronel Gerry Chanda.

Segundo as mesmas informações, actualmente na Zâmbia 27 angolanos cumprem diversas penas de prisão. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA