Presidente da Assembleia Nacional valoriza debate sobre eleições

Fernando da Piedade Dias dos Santos, presidente da Assembleia Nacional (Foto: Clemente Dos Santos)
Fernando da Piedade Dias dos Santos, presidente da Assembleia Nacional (Foto: Clemente Dos Santos)
Fernando da Piedade Dias dos Santos, presidente da Assembleia Nacional (Foto: Clemente Dos Santos)

O presidente da Assembleia Nacional, Fernando da Piedade Dias dos Santos, considerou nesta sexta-feira que o debate sobre “Processos Eleitorais: Transparências e Estabilidade”, proposto pelo Grupo Parlamentar da UNITA, ajudou a aprofundar o princípio de reconciliação nacional.

“Foi um dia com debates intensos. Houve alturas em que as coisas aqueceram um pouco, mas penso que foi um bom exercício”, exprimiu, a propósito do Debate Mensal.

Segundo o parlamentar, os deputados puderam nesse debate, além de apresentar os pontos de vista político-partidários dos seus partidos, exercitar a democracia e conviver na diferença.

“Não há razões para preocupações. Penso que saímos daqui encorajados”, expressou Fernando da Piedade, que garantiu a entrega, a posterior, do relatório de fundamentação do debate ao Executivo.

Disse que foram apresentadas propostas valiosas que deverão ser enviadas por escrito à comissão competente da Assembleia Nacional, para depois transmitir-se o seu conteúdo a quem de direito.

Essas propostas, adiantou, serão enviadas ao Executivo e aos tribunais, como uma contribuição do Parlamento em relação à matéria sobre eleições.

Disse que continua a haver alguma dificuldade de se entender os objectivos da realização dos debates mensais, mas tranquilizou os deputados de que já foi criado um grupo de trabalho para tratar do encaminhamento das conclusões.

“Já apresentou um resultado que vai continuar a ser melhorado. Mas já apresenta uma base para irmos tomar decisões para que os resultados dos debates sejam mais efectivos e possam contribuir de forma mais formal junto dos Executivo e do poder judicial”, concluiu o parlamentar.

O debate mensal durou quase sete horas. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA