Prefeitura de SP vai dar bolsa para professor que fizer mestrado e doutorado

A secretaria também vai lançar nesta terça-feira os cursos de Mestrado Profissional em Gestão Educacional e de Educação em Direitos Humanos para Educadores (Foto: Divulgação)
A secretaria também vai lançar nesta terça-feira os cursos de Mestrado Profissional em Gestão Educacional e de Educação em Direitos Humanos para Educadores (Foto: Divulgação)
A secretaria também vai lançar nesta terça-feira os cursos de Mestrado Profissional em Gestão Educacional e de Educação em Direitos Humanos para Educadores (Foto: Divulgação)

A Secretaria Municipal de Educação vai dar bolsas para professores da rede que fizerem mestrado e doutorado. O docente deverá continuar em sala de aula durante a pós, que deve ser recomendada pelo Ministério da Educação (MEC) e ligada à área de atuação do profissional. As ajudas financeiras serão de R$ 1,5 mil e R$ 1,7 mil.

O projeto será lançado pelo prefeito Fernando Haddad (PT) e o secretário Gabriel Chalita na noite desta terça-feira, 30, em evento no Theatro Municipal, no centro da cidade. No mestrado, a bolsa é de 24 meses e, no doutorado, de 48 meses. Há chance de prorrogação, caso a necessidade seja comprovada pelo professor.

Outro requisito para receber a ajuda financeira é continuar na rede pelo menos um ano e meio após o término do curso. Até hoje, as pós-graduações contavam apenas para a progressão de carreira, mas não para recebimento de dinheiro extra. A pasta ainda não tem um levantamento da demanda por bolsas.

A secretaria também vai lançar nesta terça-feira os cursos de Mestrado Profissional em Gestão Educacional e de Educação em Direitos Humanos para Educadores. As duas pós serão oferecidas pela Universidade Aberta do Brasil (UAB), rede de formações a distância. (diariodolitoral.com.br)

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA