População angolana tem grande crescimento

(ja.co)

Angola está entre os dez países africanos que vão registar, até 2100, um maior aumento populacional, disse a ONU, na quarta-feira, em Nova Iorque, na nova revisão da sua estimativa de crescimento populacional no mundo.

(ja.co)
(ja.co)

Além de Angola, segundo a projecção da ONU, estão também entre os dez países africanos o Burundi e a República Democrática do Congo.

A maior taxa de crescimento populacional nas próximas três décadas está concentrada em África. Pela projecção da ONU, a população de 28 nações do continente africano vai duplicar.

Actualmente, mais de sete mil milhões de pessoas vivem no mundo e o crescimento populacional vai continuar nas próximas décadas. De acordo com a projecção das Nações Unidas, em 2050, o mundo vai ter 9,7 mil milhões de habitantes, número que, no ano 2100, vai crescer para 11,2 mil milhões de pessoas.

O aumento pode ser atribuído a uma pequena lista de países com altos índices de fertilidade, especialmente em África.

Até 2050, nove países vão concentrar metade do crescimento populacional: Índia, Nigéria, Paquistão, República Democrática do Congo, Etiópia, Tanzânia, Estados Unidos, Indonésia e Uganda.

A China e a Índia continuam a ser os únicos países do mundo com mais de mil milhões de habitantes cada, mas a população indiana deve ultrapassar a chinesa em 2022.

O Brasil também está entre os dez maiores países do mundo em termos de população, ao lado do México, Nigéria, Paquistão, Estados Unidos e Rússia. A Nigéria pode tornar-se, em 2050, o terceiro país do mundo com o maior número de habitantes. O crescimento da população depende muito dos rumos do padrão de fertilidade, porque, segundo a ONU, pequenas mudanças de comportamento podem gerar grandes diferenças no total da população em cada região.

Em anos recentes, por exemplo, a taxa de fertilidade caiu em quase todas as regiões do mundo, até mesmo em África, apesar do continente manter o maior índice de fertilidade. Com a redução da fertilidade, o número de pessoas mais velhas aumenta ao longo do tempo. Até 2050, o total de pessoas acima de 60 anos deve dobrar. Na América Latina e Caribe, 25 por cento da população vai ter 60 anos ou mais em 2050.

Em África, actualmente apenas cinco por cento da população tem mais de 60 anos, mas o índice vai subir para nove por cento nas próximas três décadas. O total de crianças menores de 15 anos representa 41 por cento dos habitantes de África.

Outro factor que contribui para o crescimento populacional é a redução das mortes de crianças menores de cinco anos. O índice caiu mais de 30 por cento em 86 países entre os anos de 2000 e 2015, como previsto nos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio.

O subsecretário-geral da ONU para os Assuntos Económicos e Sociais, Wu Hongbo, declarou que “entender as mudanças demográficas é essencial para a implementação da nova agenda de desenvolvimento sustentável”. (ja.co)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA