PM e a juventude da CPLP: Explorar e partilhar boas práticas

(jornalnoticias.co.mz)
(jornalnoticias.co.mz)
(jornalnoticias.co.mz)

Primeiro-ministro, Carlos Agostinho do Rosário, defendeu ontem, em Maputo, a necessidade de exploração e partilha de experiências e boas práticas que cada país da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) possui no tratamento das questões da juventude.

Falando na cerimónia de abertura da VIII Conferência dos Ministros da Juventude e Desportos da organização, Carlos do Rosário instou os titulares do pelouro para criarem adequadas e necessárias sinergias para que os jovens possam beneficiar de programas de formação profissional e se preparem para enfrentar, com sucesso, os desafios do actual mundo globalizado e do mercado de emprego.

O Primeiro-ministro disse haver a consciência de que constituem ainda preocupações comuns para os jovens da CPLP o acesso à educação, ao emprego e à habitação, apelando, por conseguinte, para que estes assuntos mereçam uma conjugada atenção e reflexão.

“A juventude é a faixa etária mais activa da sociedade, constituindo, por isso, a verdadeira força motriz do desenvolvimento sustentável dos nossos países e o garante da edificação de qualquer nação. Por este facto, a juventude está no centro da nossa agenda nacional”, afirmou.

Considerando a juventude o orgulho de qualquer povo e, particularmente da comunidade, o governante asseverou que ela é trabalhadora e empreendedora e está pronta para vencer os desafios que o desenvolvimento económico e social exige.

No âmbito da implementação de programas conjuntos, Carlos Agostinho do Rosário disse registar com satisfação a realização da Sétima Bienal de Jovens Criadores da CPLP, evento a ter lugar em Maputo e que contará com a participação de jovens artistas dos países da organização. Considerou a bienal uma oportunidade que os artistas devem aproveitar para apresentarem o seu trabalho e estabelecerem parcerias com outros fazedores das artes e culturas da comunidade.

A nível do desporto, encorajou os países membros da CPLP a continuarem a realizar programas de intercâmbio que possibilitem a capacitação de professores de educação física e a organização de estágios para as equipas das várias modalidades.

“Acreditamos que a troca de experiência e de saberes, entre professores de educação física, jovens desportistas e treinadores, é uma mais-valia para os praticantes do desporto”, disse, manifestando o interesse em ver dadas, no encontro, contribuições conducentes à implantação efectiva de um programa de massificação da prática do desporto pelos jovens e pela população em geral, bem como a adopção de medidas para a melhoria do rendimento dos atletas do desporto de alta competição. (jornalnoticias.co.mz)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA