Petrolífera angolana desmente imprensa portuguesa: Sonangol reafirma situação de estabilidade

(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)
(Foto: D.R.)

O Gabinete de Comunicação e Imagem da SONANGOL E.P.  enviou-nos para publicação, o seguinte comunicado:

Nos últimos tempos, determinado jornal português tem publicado artigos de opinião referentes à hipotética “falência técnica”, “bancarrota” e “crise” na SONANGOL, EP;

Pretendendo esclarecer a opinião pública nacional e internacional, assim como os seus parceiros, clientes e colaboradores, a SONANGOL E.P. informa o seguinte:

  1. Qualquer alusão a um hipotético estado de “falência técnica e bancarrota” é revelador de insuficiente análise e conhecimento da empresa, porquanto:
  1. A empresa possui um nível geral de endividamento actual de cerca de $13,786,000,000, contra um nível de capitais próprios superior a $21,988,000,000.

Tal confere um índice de solvabilidade financeira de longo prazo inferior a 63%;

  1. A empresa possui capitais circulantes suficientes para satisfazer, em plenitude, as suas obrigações imediatas e de curto prazo;

iii. A 31 de Dezembro de 2014, o lucro operacional (EBITDA) da empresa excedia em $1,650 milhões a sua dívida líquida, a revelar a sustentabilidade operacional do endividamento e a preservação de liquidez suficiente para as adversidades conjunturais;

  1. Tal informação está disponível quer no site da empresa, quer no site do semanário “Expansão”. Os analistas de mercado e especialistas poderão consultar e avaliar a condição operacional e comercial da empresa.
  1. A SONANGOL reafirma a relativa estabilidade conjuntural, não prevendo qualquer agravamento substancial da mesma até ao final do ano. Até 30 de Junho de 2015, ou seja 1º semestre, os sinais são animadores:
  2. A produção nacional de petróleo bruto situa-se neste momento em cerca de 11.8% acima do nível verificado no 1º semestre de 2014;
  3. O preço médio de exportação realizado pela SONANGOL encontra-se cerca de 35% acima do preço de referência de programação para o ano de 2015;

iii. A empresa possui reservas de combustíveis e de gás butano acima dos mínimos exigíveis pela regulamentação, não havendo em todo o país qualquer registo de constrangimento logístico e/ou operacional;

  1. As operações internacionais decorrem com normalidade através das subsidiárias SONANGOL LIMITED, EM Londres, da SONUSA, em Houston – EUA, e da SONASIA, em Singapura, priorizando-se a manutenção da quota da SONANGOL nos mercados da CHINA e da ÍNDIA. Simultaneamente, a SONANGOL mantém as operações petrolíferas no Brasil e na Venezuela, para além das actividades que conduzirão a perfuração do 1º poço de pesquisa na República de Cuba.
  2. A empresa mantém o seu programa de investimentos em todos os segmentos avaliados em $6,700 milhões, dos quais 58% em exploração e produção de petróleo bruto, 15% em refinação de petróleo bruto e 10% em distribuição e logística de combustíveis, com o objectivo de continuar a criar rendimentos e emprego no futuro;
  1. Como consequência dos ajustamentos conjunturais, a empresa desencadeou, ainda em 2014, um amplo processo negocial da maioria dos contratos de aquisição de bens e serviços.
  1. As negociações são longas, difíceis e encontrarão por certo alguns constrangimentos, o que é normal. Estas abrangem toda a cadeia de valor de intervenção da empresa, desde a exploração e produção de petróleo bruto até as actividades não nucleares que desenvolve;
  1. A SONANGOL reafirma o seu compromisso para com os seus fornecedores – seus parceiros indispensáveis – de tudo fazer para preservar o emprego e o rendimento em condições de eficiência comercial e espera pela conclusão, com êxito, das mesmas;
  1. A SONANGOL reafirma, igualmente, o compromisso para com o investimento na exploração e produção de petróleo bruto e de gás natural. Tal encontra-se em linha com as novas políticas de petróleo bruto e de gás natural apresentadas recentemente à sessão conjunta da Comissão Económica e Comissão da Economia Real do Conselho de Ministros. Com a aprovação de tais políticas, abrir-se-á uma perspectiva progressiva para a indústria nacional de petróleo e gás, para os parceiros e os investidores da Sonangol.

(Gabinete de Comunicação e Imagem da Sonangol E.P., em Luanda, aos 12 de Julho de 2015)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA