Petróleo volta a negociar abaixo dos 50 dólares em Nova Iorque

(jornaldenegocios.pt)
(jornaldenegocios.pt)
(jornaldenegocios.pt)

A matéria-prima mantém a tendência de queda e já negoceia abaixo dos 50 dólares por barril no mercado norte-americano. O Departamento de Energia dos Estados Unidos divulga esta quarta-feira o valor das reservas de crude.

Esta é a terceira sessão consecutiva que o West Texas Intermediate transacciona abaixo dos 50 dólares. O WTI iniciou a sessão desta quarta-feira em alta mas segue agora a cair 1,83% para negociar nos 49,93 dólares por barril.

Em Londres, o barril de Brent segue a mesma tendência, estando a perder 1,40% para 56,24 dólares.

Esta quarta-feira serão conhecidos os dados sobre as reservas de crude nos Estados Unidos. As estimativas compiladas pela Bloomberg apontam para um aumento de 2,2 milhões de barris.

A contribuir para os receios relativos ao excesso de oferta está ainda o acordo alcançado recentemente entre o Irão e seis potências mundiais em torno do programa nuclear iraniano, que prevê o levantamento de sanções que estão em vigor há 12 anos, e que deverão levar o país a aumentar as usas exportações de crude.

Carsten Fritsch, analista sénior no Commerzbank, considera que “a perspectiva da continuação de excedentes no mercado petrolífero, se o Irão retomar a sua oferta, continua a pesar nos preços”.

Como destaca o Negócios na edição desta quarta-feira, este cenário, agravado pela expectativa da subida dos juros nos Estados Unidos, tem levado os analistas a rever em baixa as suas estimativas para o preço do petróleo. O Goldman Sachs admite um recuo até aos 45 dólares, enquanto o consultor Gary Shilling o “guru” que previu o colapso em 2014, antecipa mesmo uma queda até aos 10 dólares. (jornaldenegocios.pt)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA