Petrobras Coordenador da FUP critica projeto de Serra sobre pré-sal

(D.R)

Este é um projeto entreguista, de quem quer transferir para o capital internacional a exploração”, afirma José Maria Rangel

(D.R)
(D.R)

O Coordenador geral da Federação Única dos Petroleiros (FUP), José Maria Rangel, disse nesta sexta-feira, 3, antes do início da plenária com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que a categoria jamais teve tanto aumento salarial quanto nas gestões dele e de Dilma Rousseff. “Não temos que nos envergonhar de ter defendido o projeto de Lula e Dilma, temos de nos orgulhar porque foi este projeto que fez do Brasil um país respeitado no exterior, paramos de dizer ‘amém’ para o capital estrangeiro.”

Segundo Rangel, até 2002 a Petrobras estava na UTI, em estado terminal. “Os tucanos não têm autoridade nenhuma para falar da Petrobras porque a partir de 2003 Lula ousou fazer da estatal a maior empresa de energia do mundo.” Nas críticas ao PSDB, Rangel criticou o projeto do senador tucano José Serra (SP) que revoga a obrigação de a estatal ser a operadora única e ter participação mínima de 30% na exploração do pré-sal.

“Este é um projeto entreguista, de quem quer transferir para o capital internacional a exploração do pré-sal. A empresa passa por um momento difícil, mas a situação será resolvida em breve pelo potencial da própria empresa”, disse o coordenador geral da FUP, e voltou às críticas ao projeto do senador tucano. “Vamos barrar esse projeto do Serra com a mobilização de nossa categoria, porque além do entreguismo, ele abandona a política de conteúdo nacional”. Com informações do Estadão Conteúdo. (noticiasaominuto.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA