Pearson vende Financial Times por 844 milhões de libras à Nikkei

(BOOMBERG)
(BOOMBERG)
(BOOMBERG)

A Pearson chegou a acordo para vender o Financial Times por 844 milhões de libras (cerca de 1,2 mil milhões de euros). Propriedades do grupo e The Economist ficam fora do negócio.

A Pearson, detentora do grupo onde se inclui o jornal económico de referência Financial Times, acordou a venda do FT Group por 844 milhões de libras (cerca de 1,2 mil milhões de euros), escreve a Bloomberg esta quinta-feira, 23 de Julho.

Este negócio não inclui as propriedades do grupo em One Southwark Bridge, em Londres, e os 50% que a Pearson detém na publicação económica The Economist.

A empresa já tinha confirmado os rumores sobre conversações em torno de uma possível venda do FT Group.

“A Pearson regista a existência de alguma especulação recente na imprensa e confirma que que estão em curso conversações avançadas no sentido de uma potencial venda do FT Group, ainda que não haja ainda certezas se estas conversações vão conduzir a uma transacção”, informava a empresa em comunicado citado pelo The Guardian esta quinta-feira, 23 de Julho.

Esta não era a primeira vez que surgiam rumores sobre uma possível venda. Em 2013, quando rumores em torno de uma possível alienação vieram a público, a Pearson garantiu que o jornal “não estava para venda” e descreveu o FT como “uma parte valiosa” da empresa.

A Pearson detinha o Financial Times, jornal económico de referência, há cerca de 60 anos. A primeira publicação deste jornal foi em 1888. (jornaldenegocios.pt)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA