Nigéria: Boko Haram mata 145 pessoas no norte da Nigéria

(D.R)

Lagos – O grupo terrorista Boko Haram matou 145 pessoas em dois ataques separados em comunidades isoladas do Estado de Borno, no norte da Nigéria, noticiou sexta-feira, à imprensa local.

(D.R)
(D.R)

Os ataques ocorreram terça e quarta-feiras, mas os pormenores apenas foram revelados quinta-feira, devido ao isolamento das comunidades de Monguno e Kukaka.

Algumas vítimas foram mortas pelos assaltantes quando rezavam em mesquitas depois do jejum.

Segundo o jornal local Punch, a aldeia de Musarram, situada a cerca de oito quilómetros da cidade de Monguno, foi objecto dum ataque terça-feira, 30, durante o qual 48 homens foram escolhidos pelos insurgentes e executados.

No segundo ataque, ocorrido quarta-feira, 01, os insurgentes atacaram Kukawa, uma cidade fronteiriça da República do Níger, e mataram 97 pessoas, segundo Abba Modu, um habitante que conseguiu fugir e testemunhou ao jornal Punch em Maiduguri, capital do Estado de Borno.

“Eles não pouparam ninguém e tiveram tempo de queimar os corpos. Eles fizeram o mesmo nas casas e dispararam cegamente contra as mulheres que preparavam a refeição”, disse Modu.

O jornal Punch cita igualmente um membro da Câmara Federal dos Representantes do Distrito, Muhammed Tahir, que confirma estes ataques.

Desde que foram expulsos da maioria das comunidades que ocupavam, os insurgentes do Boko Hartam recorreram a ataques contra alvos vulneráveis como mercados e aldeias isoladas.

O grupo terrorista reforçou a sua campanha de terror, lançada há seis anos, desde a investidura a 29 de Maio de 2015 do Presidente Muhammadu Buhari, que prometeu esmagar a insurreição.

Desde então, estima-se em mais de 200 pessoas mortas. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA