Nasdaq marca máximo histórico e S&P 500 fica a cinco pontos de um novo recorde

(BLOOMBERG)
(BLOOMBERG)
(BLOOMBERG)

Os principais índices bolsistas norte-americanos encerraram em alta, com excepção do Dow Jones, que cedeu ligeiramente terreno. A impulsionar o tecnológico Nasdaq estiveram os bons resultados trimestrais da Google.

O Standard & Poor’s 500 fechou a última sessão da semana a somar 0,1% para 2.126,55 pontos neste início de jornada, a marcar o maior ganho semanal em quatro meses e ficando a apenas cinco pontos de estabelecer um novo máximo de sempre.

O Dow Jones, em contrapartida, recuou ligeiramente, terminando a desvalorizar 0,19% para 18.086,45 pontos. O ídice foi pressionado sobretudo pela Exxon Mobil e pela Coca-Cola.

Mas a grande estrela da jornada foi, tal como ontem, o índice tecnológico Nasdaq Composite. Depois de no passado dia 19 de Junho ter marcado o primeiro máximo histórico em 15 anos, regressou à ribalta e tem estado a ganhar balanço – ontem, 16 de Julho, atingiu o nível mais alto de sempre num fecho de sessão, ao encerrar a subir 1,26% para 5.163,18 pontos.

O último máximo histórico do Nasdaq Composite tinha sido marcado a 24 de Junho, nos 5.164,36 pontos, e hoje foi superado. O índice, que fechou a ganhar 0,91% para 5.210,14 pontos (também um novo recorde de fecho), chegou a meio da sessão a alcançar um patamar onde nunca tinha estado: os 5.210,16 pontos.

Ontem, o Nasdaq – que no acumulado da semana somou 4,3%, o maior ganho semanal desde Outubro passado – esteve a ser sustentado sobretudo pelos bons resultados trimestrais da Netflix e, hoje foram os resultados trimestrais da Google que estiveram a animar a negociação do índice tecnológico. A empresa liderada por Larry Page encerrou a disparar 16,05% para 672,93 dólares.

A Google reportou, após o fecho da bolsa na sessão de quinta-feira, um resultado líquido de 3,93 mil milhões de dólares no segundo trimestre, contra 3,35 mil milhões um ano antes. Sem contabilizar itens extraordinários, os lucros ascenderam a 6,99 dólares por acção, quando os analistas projectavam 6,53 dólares por acção.

Já as receitas, excluindo vendas transitadas para “sites” parceiros, aumentaram 13% face ao período homólogo do ano passado, para 14,4 mil milhões de dólares, anunciou a empresa. A média estimada pelos analistas inquiridos pela Bloomberg apontava para 14,3 mil milhões de dólares.

A contribuir para o bom desempenho em Wall Street estiveram também os menores receios em torno de Atenas. Na madrugada desta quinta-feira o parlamento helénico aprovou as primeiras medidas de austeridade negociadas entre o primeiro-ministro, Alexis Tsipras, e as instituições credoras – abrindo assim caminho a um financiamento-ponte e a um posterior terceiro pacote de resgate – e esta sexta-feira o parlamento alemão aprovou as negociações, o que animou a negociação bolsista também do outro lado do Atlântico. (jornaldenegocios.pt)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA