Namibe: Falta de embarcações dificulta actividade pesqueira na província

(Foto: Angop)

Namibe – A falta de embarcações para a prática de pesca, tem dificultado o aumento de produção de várias unidades pesqueiras implantadas na província do Namibe, com maior realce no município sede, no Tombwa e na comuna da Lucira.

(Foto: Angop)
(Foto: Angop)

A informação foi prestada pelo responsável da empresa AI-Santos de captura, congelação e comercialização de pescado, Fábio Santos, à margem da visita da deputada da Assembleia Nacional a algumas unidades do sector pesqueiro da região da Praia Amélia, Baba e da comuna da Lucira.

“Temos várias dificuldades, mas a maior é a falta de uma embarcação, pois actualmente ainda pescamos com barcos antigos e de madeira, que apresentam avarias frequentemente. O Ministério das Pescas fez a entrega destes meios e não recebemos as embarcações, pelo que estamos aguardar pela próxima entrega do ministério”, explicou.

Apontou ainda a dificuldade de água potável e de energia eléctrica na sua unidade, serviços que fazem falta quando terminarem a montagem de novos equipamentos como contentores frigoríficos para congelação do pescado.

A unidade tem uma capacidade de produção de 25 toneladas de captura de pescado diário, como a sardinha, cavala e o carapau e conta com um armazenamento de 180 toneladas. (portalangop.co.ao)

DEIXE UMA RESPOSTA