Musongué da Tradição de Julho acontece domingo ao ritmo dos Kiezos

AGRUPAMENTO OS KIEZOS MARCA DOMINGO MUSONGUÉ DE JULHO NO KILAMBA (Foto: Angop)

O programa Musongué da Tradição do mês de Julho acontece neste domingo no Centro Cultural e Recreativo Kilamba, em Luanda, ao ritmo do agrupamento Os Kiezos, numa homenagem aos 50 anos de existência deste emblemático agrupamento angolano.

AGRUPAMENTO OS KIEZOS MARCA DOMINGO MUSONGUÉ DE JULHO NO KILAMBA (Foto: Angop)
AGRUPAMENTO OS KIEZOS MARCA DOMINGO MUSONGUÉ DE JULHO NO KILAMBA (Foto: Angop)

Para marcar a festa, a casa, segundo o seu gestor, Estêvão Costa, vai contar com os préstimos de Massano Júnior, Tony do Fumo Filho, Givago e Cirineu Bastos.

” É uma oportunidade de os fãs e frequentadoras do espaço recordarem um dos melhores agrupamentos da música angolana, cujo historial marcou a continua a marcar a cena musical angolana”, reforçou.

O responsável avançou que a casa vai procurar proporcionar uma jornada inesquecível aquém se fizer presente no local, fruto do rico é vasto repertório do agrupamento.

O conjunto Kiezos foi formado nos anos 60 por cinco jovens no bairro Marçal, em Luanda, que inicialmente animava festas no bairro.

O nome Kiezos, corruptela da palavra kiezu, em kimbundu, que significa em português vassouras, foi atribuído numa dessas festas, em 25 de Novembro de 1965. Durante a exibição do grupo nuvens de poeira eram levantadas no quintal, consequência da frenética animação dos dançarinos, situação que provocou a associação do efeito originado pelo pó, à varredura de uma vassoura, pelo que o grupo passou a chamar-se Kiezos.

O período áureo dos Kiezos situa-se nos anos 70 com o vocalista Vate Costa com quem produziu e gravou os temas “Za Boba”, “Muá Pangu”, “Milhorró”, entre outros.

Nos anos 80 com o cantor Tony do Fumo, o conjunto ganha notoriedade com as canções “Nguami Ku Soba”, “Kiezu jabu”,” Monami Messene” e outras, e na década de 90 do século com Zecax ao comando atinge o apogeu com temas de antologia como “Maximbombo”, “Chapada” ,“Boleia”e muitos outros. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA