Moxico: Efectivos das FAA instados a denunciarem actos de violência doméstica

MOXICO: EFECTIVOS DAS FORÇAS ARMADAS ANGOLANAS DURANTE UMA PALESTRA (Foto: Angop)

Luena – Os efectivos das Forças Armadas Angolanas (FAA) estacionados no Centro de Instrução Militar do Luena foram instados hoje, terça-feira, nesta cidade, a denunciar casos de violência doméstica para se minimizar a sua incidência.

MOXICO: EFECTIVOS DAS FORÇAS ARMADAS ANGOLANAS DURANTE UMA PALESTRA (Foto: Angop)
MOXICO: EFECTIVOS DAS FORÇAS ARMADAS ANGOLANAS DURANTE UMA PALESTRA (Foto: Angop)

O apelo foi feito pela directora provincial da Família e Promoção da Mulher, Domingas Cecília Bento, durante a palestra que dissertou sobre violência doméstica, recordando tratar-se de um crime público previsto e punível nos termos da Lei 25/11 de 14 de Julho.

Durante a palestra realizada em alusão ao dia Mulher Africana (31 de Julho), a responsável esclareceu que a denúncia dos actos de violência doméstica visam promover a igualdade de género e incentivar o diálogo no lar.

Explicou que a aprovação da Lei sobre a violência doméstica (Lei 25/11 de 14 de Julho) visa punir e prevenir os actos da violência contra indefesos e, a necessidade de proteger a sociedade.

Referiu que a violência doméstica engloba as agressões físicas, psicológica, económica, verbal e a humilhação, apontando como as principais causas o consumo excessivo do álcool, poligamia, crença ao feiticismo, pobreza e desemprego.

Recordou aos mais de 258 efectivos presentes que a família é um núcleo fundamental da sociedade, precisa de protecção redobrada e especial de todos, tal como preceitua a Constituição da República de Angola (CRA). (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA