Morador descobre fóssil de dinossauro na Patagônia argentina

(swissinfo.ch)
(swissinfo.ch)
(swissinfo.ch)

Os restos mortais de um dinossauro de grande escala foram descobertos por acaso por um morador de Neuquen, na Patagônia argentina – informou nesta segunda-feira o governo provincial em seu site oficial.

“Trata-se de um saurópode, cujo nome significa ‘pernas de réptil’, que era herbívoro e tinha um pescoço longo, cabeça pequena, pernas curtas e cauda robusta”, informou Claudia Della Negra, diretora de Cultura de Neuquen.

Os restos mortais foram encontrados por um residente local de Plottier cerca de 15 quilômetros da capital provincial, nas proximidades de um campo de petróleo.

Após a descoberta, os paleontólogos e técnicos começaram a árdua tarefa de resgatar os fósseis e nos últimos 20 dias foram identificados um fêmur, costelas e uma fíbula (união de ossos) que estavam dispersos no local.

“O que começou com a descoberta de um pedaço de osso fóssil acabou sendo um saurópode de tamanho significativo”, contou Della Negra.

Os restos mortais estão sendo transferidos para o Museu Municipal Carmen Funes de Neuquén para estudos posteriores.

Os dinossauros saurópodes tinham proporções assustadoras com dentes espatulados ou lanceolados que não eram eficazes na mastigação, razão pela qual essas criaturas extintas eram herbívoras.

Patagônia, extremo sul do continente americano, compartilhada por Argentina e Chile, é uma espécie de Parque Jurássico e Cretáceo enorme valor científico que continua a gerar descobertas. (swissinfo.ch)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA