Ministro esclarece que queimaduras de baixa complexidade podem ser tratadas em qualquer hospital

Ministro da Saúde, José Van-Dúnem (Foto: Henri Celso)
Ministro da Saúde, José Van-Dúnem (Foto: Henri Celso)
Ministro da Saúde, José Van-Dúnem (Foto: Henri Celso)

O ministro da Saúde, José Van-Dúnem, afirmou, em Luanda, que uma pessoa com queimadura abaixo de 40 graus pode ser tratada em qualquer unidade sanitária que possui serviços de cirurgia, contradizendo alegações de que apenas o Hospital Neves Bendinha tem esta competência.

Em entrevista, quinta-feira, à Angop, José Van-Dúnem referiu que apenas o paciente com queimaduras graves deve ser encaminhado para o hospital dos queimados Neves Bendinha, para se diminuir a demanda e melhorar o desempenho desejado dos profissionais.

“Todos os hospitais foram orientados para tratar doentes queimados, porque têm serviços cirúrgicos e capacidade para fazê-lo, por forma a reduzir o elevado número de casos de queimaduras recebidos naquela instituição, ” reforçou.

O governante explicou que tudo acontece pelo facto do doente queimado ser um paciente muito exigente e quando tem mais de 45 porcento de superfície corporal queimada o prognóstico é muito reservado e a probabilidade de morrer é alta, influenciando negativamente a mortalidade dos serviços dos hospitais, por isso muitos não tratam e encaminham para a única unidade especializada.

Assegurou que durante a formação médica, todos os profissionais formados em cirurgia aprendem a cuidar de queimaduras e, fundamentalmente, garantir o equilíbrio de vida electrolítica e evitar que se desidrate, mantendo a temperatura e protegê-los contra as infecções.

” A pele queimada é veículo para a introdução de grandes infecções, por isso, deve ser bem cuidada, mas o que não impede com que técnicos de outros hospitais não os cuidem, pois as restantes províncias não possuem um hospital que trate só de queimados e são atendidos por todos” lembrou.

Para si, deve haver unificação entre os hospitais e a informação é um dos meios mais seguros para combater esta problemática .

Fez saber que o Ministério da Saúde, em colaboração com o da Construção, está a criar condições para a construção de um novo hospital para atender apenas pessoas com queimaduras de alta complexidade. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA