Ministro da Defesa a caminho da África do Sul

Ministro da Defesa, João Lourenço (Foto: Lucas Neto)
Ministro da Defesa, João Lourenço (Foto: Lucas Neto)
Ministro da Defesa, João Lourenço (Foto: Lucas Neto)

O ministro da Defesa Nacional, General João Manuel Gonçalves Lourenço, deixou o país, hoje, domingo, rumo a Pretória-Africa do Sul, para participar na 36ª Reunião do Comité Inter-Estatal de Defesa e Segurança(CIEDS) da Comunidade dos Estados da Africa Austral (SADC), que acontece de 20 a 21 do corrente mês.

Em breves declarações à imprensa, no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, o governante disse que trata-se da reunião do comité de ministros do órgão de política, defesa e segurança da SADC, integrada pelos ministros das Relações Exteriores da região, e que acontece segunda e terça feira, cuja reunião de peritos teve inicio a 16 do corrente mês na cidade de Pretória na África do Sul.

“ Esta reunião tem como objectivo passar em revista a situação politica, segurança e defesa da região, concretamente a questão dos países membros que ainda se encontram em situação de conflito, como é o caso da República Democrática do Congo (RDC), particularmente na sua região Leste, onde as forças negativas que fazem fronteira com o Rwanda continuam a espalhar instabilidade neste país membro”, salientou.

De igual modo, o governante frisou que “vamos ver ainda a situação de ameaça de guerra que paira em Moçambique e a situação do Madagascar, bem como questão mais recentemente criada com a morte do Chefe de Estado Maior do Lesoto, por assassinato, ocorrido em Junho transato e de uma forma geral vamos aproveitar passar em revista a estratégia da SADC em relação ao terrorismo, que já se implantou no continente”, concluiu.

A delegação integra o general Gonçalves Afonso “Hanga”, comandante da Força Aérea Nacional e chefia o grupo de peritos, bem como oficiais-generais, superiores e altos funcionários dos ministérios da Defesa, Interior, das Forças Armadas e da Policia nacional.

O evento visa promover a paz e bons relacionamentos políticos na região, actuando para evitar conflitos e guerras, a cooperação sócioeconómica e política na região, a busca de soluções em comum para os principais desafios da região, redução e unificação das tarifas alfandegárias e taxas de importação, e exportação nas relações comerciais entre os países membros, são alguns dos objectivos plasmados na estrutura desta organização regional de África.

Estimular o comércio de produtos e serviços entre os países membros, diminuir a pobreza da população de todos os países membros, melhorar a qualidade de vida e maximizar o uso dos recursos naturais da região também congregam os princípios orientadores da Organização.

Integram a SADC, Angola, África do Sul, Botswana, República Democrática do Congo, Lesotho, Madagáscar, Malawi, Ilhas Maurícias, Moçambique, Namíbia, Seychelles, Suazilândia, Tanzânia, Zâmbia e Zimbabwe. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA