Ministro da Administração do Território aborda situação do país com a eurodeputada Ana Gomes

Bornito de Sousa - Ministro da Administração do Território (à dir) recebe em audiência a Euro-deputada Ana Gomes (Foto: Foto Cedida)
Bornito de Sousa - Ministro da Administração do Território (à dir) recebe em audiência a Euro-deputada Ana Gomes (Foto: Foto Cedida)
Bornito de Sousa – Ministro da Administração do Território (à dir) recebe em audiência a Euro-deputada Ana Gomes (Foto: Foto Cedida)

O ministro da Administração do Território, Bornito de Sousa, reuniu-se nesta quarta-feira, em Luanda, com a eurodeputada Ana Gomes, com quem abordou questões ligadas ao quotidiano angolano, com enfoque nos programas de combate à fome e pobreza.

Em declarações à imprensa, no final do encontro, Ana Gomes disse ter tomado conhecimento dos projectos concretos virados para o combate à pobreza e promoção do desenvolvimento em que a União Europeia (UE) colabora com o Governo Angolano, com particular incidência nas zonas mais necessitadas.

Face as acções em curso no país, reconheceu a amplitude dos programas e notou haver progressos e capacidade por parte do Governo Angolano na sua materialização.

Contudo, defendeu a necessidade do cumprimento das leis, sob pena de pôr-se em causa a paz conquistada em 2002, que tem proporcionado a exploração dos recursos naturais do país.

“O quadro constitucional angolano é democrático e o grande desafio é que as leis sejam respeitadas e que os procedimentos democráticos sejam postos em prática”, reiterou a eurodeputada, de 61 anos de idade, e portuguesa de nacionalidade.

Por sua vez, Bornito de Sousa elucidou a visitante sobre o programa de tarefas do MAT, com vista a descentralização administrativa, tendo particularizado as acções desenvolvidas pelo Fundo de Apoio Social (FAS), com o apoio da UE e do Banco Mundial (BM).

O governante disse ter informado igualmente a eurodeputada sobre as tarefas em curso, tendentes a institucionalização das autarquias, e sublinhou a pertinência da deslocação de Ana Gomes a Angola, para inteirar-se dos factos que são relatados por certos órgãos de comunicação social, alguns distorcidos.

Ana Gomes faz parte da sub-comissão dos Direitos Humanos do Parlamento Europeu e encontra-se em Angola desde o dia 26 deste mês, a convite da Associação Justiça, Paz e Democracia (AJPD). (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA