Membro dos Lizard Squad é liberto mesmo tendo cometido mais de 50 mil crimes

(tecnologia.com)
(tecnologia.com)
(tecnologia.com)

Um membro do grupo de hackers Lizard Squad foi condenado por mais de 50 mil crimes cibernéticos mas mesmo assim saiu em liberdade.

Este grupo de hackers foi o grupo que em dezembro passado assumiu o crédito pelo ataque DDoS que afectou os serviços Xbox Live e Playstation Network na altura Natalícia, deixando os jogadores sem conseguir aceder a estas funcionalidades.

Um dos seus membros, um rapaz Finlandês de 17 anos, Julius Kivimäki, também conhecido como Ryan ou zeekill, foi condenado recentemente por um tribunal Finlandês por 50.700 crimes cibernéticos que vão desde assédio, violação de dados e até fraude. A grande maioria destes crimes foram cometidos em actividades dos Lizard Squad, incluindo o ataque às redes de jogos no ano passado.

A sentença decretada pelo tribunal por estes crimes foi de dois anos de pena suspensa, o que significa que só terá de cumprir pena de prisão caso cometa novamente algum destes crimes, não sendo também sentenciada qualquer compensação financeira pelos danos causados, nomeadamente à Microsoft e à Xbox.

Embora esta sentença não seja propriamente desencorajadora para outros hackers que praticam este tipo de crimes é necessário ter em conta que Julius tem apenas 17 anos o que deverá ter tido influência na pena aplicada. (tecnologia.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA