Mali: Quinze jihadistas detidos perto da fronteira ivoriense

BANDEIRA DO MALI

Bamako – Quinze presumíveis jihadistas foram detidos pelo exército maliano no decurso de operações perto da fronteira ivoiriense, no sul do país, onde dois campos foram desmantelados, soube terça-feira a AFP de fontes militares malianas.

BANDEIRA DO MALI
BANDEIRA DO MALI

“Temos em curso novas operações militares no terreno, onde os soldados detiveram 15 novos jihadistas e destruíram um novo santuário que ocupavam na região de Sikasso, na fronteira com a Côte d’Ivoire”, declarou à AFP um oficial do exército contactado por telefone.

Entre os jihadistas detidos figura um pregador radical ivoirense, “vindo da Côte d’Ivoire para construir uma mesquita numa aldeia maliana onde fazia reinar a sua lei”, precisa a mesma fonte sob anonimato.

Segundo uma fonte militar maliana, “um outro santuário de jihadistas, situado na periferia da localidade maliana de Fakola, foi destruído”, tal como armas, explosivos e motorizadas foram apreendidas.

Na semana passada, vários jihadistas foram mortos e o seu principal campo na floresta de Sama, adjacente à fronteira ivoiriense, foi destruído, segundo fontes militares malianas.

A 28 de Junho, os presumíveis jihadistas saquearam edifícios governamentais e da segurança em Fakola, uma incursão reivindicada pelo grupo Ansar Dine, anteriormente conhecidos apenas conhecidos pelos ataques no norte do país.

Segundo o ministério maliano da Defesa, apesar dos “sucessos” conquistados no sul, na fronteira com a Côte d’Ivoire, o exército continuará desdobrado na região, uma vez que ainda existe a ameaça.

O norte do Mali caiu entre Março e Abril de 2012 sob o controlo de grupos jihadistas ligados à Al-Qaeda, incluindo Ansar Dine, após a derrota do exército face à rebelião dominante tuaregue, inicialmente aliada a estes grupos que seguidamente o forçaram a sair. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA