Luanda: Quatro empresas vão limpar Kilamba Kiaxi no novo modelo de recolha de lixo

Lixo em uma rua de Luanda (Foto: Ilustração)
Lixo em uma rua de Luanda (Foto: Ilustração)
Lixo em uma rua de Luanda (Foto: Ilustração)

Duas operadoras e duas micro empresas da área de saneamento básico vão actuar nas operações de limpeza do Distrito Urbano do Kilamba Kiaxi, no âmbito do novo Modelo de Limpeza Urbana Municipal, no município de Luanda, que começa a ser implementado a um de Agosto deste ano.

No Distrito vão actuar a Empresa de Limpeza e Saneamento Básico (Elisal), como operadora principal e a Angorecoil, Kucomba e Etransf, que vão trabalhar na pré-recolha de resíduos sólidos porta- a- porta para deposição em Pontos de Transferência ou de recolha para serem transferidos para o Aterro Sanitário.

Este facto foi dando a conhecer sexta-feira, durante numa reunião para a apresentação das empresas que vão trabalhar no Kilamba Kiaxi na preparação do novo Sistema de Gestão de Resíduos Sólidos.

De acordo com um documento da Elisal, a empresa foi subcontratada pela Comissão Administrativa de Luanda para serviços de limpeza e recolha em áreas de ocupação padronizada e semi-padronizadas.

De um modo geral, segundo o mesmo documento, as operadoras vão realizar trabalhos de varredura e lavagem de ruas e passeios, recolha contentorizada de resíduos e transporte até ao aterro sanitário, assim como capina.

A empresa de pré-recolha foi contratada pela administração para serviços de limpeza e recolha em áreas periféricas, de ocupação dispersa ou rural e algumas áreas semi-padronizadas que permitem o acesso de veículos de recolha.

As micro-empresas foram contratadas pelo Governo local para actuar no interior dos bairros, não padronizados, com alta densidade demográfica, de difícil acesso ou muito acidentadas, que dificultam ou impedem a circulação a veículos convencionais de recolha.

O Novo Modelo de Limpeza Urbana Municipal caracteriza-se por uma divisão de concessões de limpeza por cada município e pela respectiva alocação de verbas aos municípios para o pagamento.

O modelo tem um conceito de limpeza e varredura integrados, onde o padrão de auferição e o cumprimento de um conjunto de requisitos ao de natureza quantitativa e qualitativa.

Augura-se com este modelo a limpeza plena de uma área concessionada, de forma a garantir a salubridade de meio urbano, preservando as infra-estruturas, a saúde pública e o ambiente.

Participaram no encontro o administrador do Distrito do Kilamba Kiaxi, Domingos João Lourenço, os administradores adjuntos distritais e de os de bairro, o responsável da Área de Serviços Comunitários da Comissão Administrativa de Luanda, Silva Alvarenga e responsáveis das empresas contratadas. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA