Julgamento de Hissène Habré arranca no Senegal

Hissène Habré (cctv-africa.com)
Hissène Habré (cctv-africa.com)
Hissène Habré (cctv-africa.com)

Pela primeira vez na história um antigo chefe de Estado africano responde perante um tribunal de outro país do continente. Hissène Habré é julgado por “crimes contra a humanidade, crimes de guerra e tortura” por actos cometidos durante o seu regime no Chade (1982-1990). Organizações de defesa de direitos humanos alegam que cerca de 40 000 pessoas teriam sido mortas.

Hissène Habré, de 72 anos, está detido no Senegal desde há 2 anos, país onde ele se refugiara em 1990 após ter sido derrubado pelo actual presidente chadiano, Idriss Deby Itno.

Habré padeceria de problemas cardíacos, mas ignora-se por ora se o seu estado de saúde poderá afectar o julgamento.

Dois magistrados senegaleses e um juÍz de outro Estado membro da União Africana devem julgar o antigo presidente do Chade.

Hissène Habré não reconhece a competência deste tribunal especial e até agora tem recusado participar na investigação. (rfi.fr)

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA