Jornalista de televisão dado como desparecido na Guiné-Conakry, segundo MFWA

Bandeira da Guiné Conakry (D.R)

Um jornalista de televisão na Guiné-Conakry foi dado como desaparecido, desde 23 de julho corrente, quando deixava à noite o seu local de trabalho em Conakry, declarou quinta-feira a Fundação da Imprensa para a África Ocidental (MFWA).

Bandeira da Guiné Conakry (D.R)
Bandeira da Guiné Conakry (D.R)

De acordo com um comunicado da MFWA transmitido no mesmo dia à PANA, o jornalista Chérif Diallo, estava de serviço na  Espace TV, cadeia de televisão satélite privada instalada na Guiné-Conakry.

“Os responsáveis da cadeia, Espace TV declararam que Diallo foi visto pela última vez  por volta das sete horas da noite, a 23 de julho de 2015, quando saía do seu escritório. Desde então, já nã deu sinal de vida. Até o seu telemóvel já não toca”, indica a nota.

Segundo a MFWA, não se sabe se o jornalista fez uma reportagem sobre uma questão sensível ou recebeu ameaças após uma reportagem.

A organização de defesa da liberdade da imprensa anunciou que Diallo participou, a 23 de julho último, numa “reunião de trabalho” durante a qual ele fez uma apresentação sobre uma tecnologia para a realização de pósteres.

Após a apresentação de Diallo, houve um debate acalorado que o opunja a outras pessoas antes de deixar a sala de reunião para se deslocar ao local de trabalho. (panapress.com)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA