Interacção com plateia marca estreia de Pérola na Casa 70

Perola (OPªAIS)
Perola (OPªAIS)
Perola (OPªAIS)

Após 12 anos de carreira, a cantora angolana Pérola estreou-se nesta quarta-feira (23), na Casa 70, palco de referência em Luanda, onde foi efusivamente aplaudida por cerca de 300 pessoas que acompanharam atentamente as três horas de show.

Realizado num ambiente intimista, a apresentação desta quarta-feira faz parte do espectáculo denominado “Eu e Eles” que inclui outra exibição da cantora hoje (quinta-feira)
no mesmo espaço e com a participação de quatro músicos angolanos de referência.

Matias Damásio, Daniel, Gabriel Tchiema e Heavy C acompanham Pérola neste capítulo da sua carreira que começou em 2004 cujos frutos são três discos, um deles, o mais recente,
lançado em 2014 sob o título “Mais de Mim”.

O espectáculo teve início às 21h e foi preenchido maioritariamente por músicas do álbum “Mais de Mim”, embora a artista tenha feito recurso a ritmos dos discos anteriores, como,
por exemplo, “Já não Sou Criança”, tema escrito e produzido por Heavi C.

A noite contou com a performance de Gabriel Tchiema, a quem foi dirigido efusivos plausos ao interpretar “Azwlula”, música pertencente ao disco com o mesmo nome, lançado em 2008, e cuja tradução do tchokwe para a língua portuguesa significa “abre-te”.

O show teve ainda as apresentações de Matias Damásio, Heavy C e Daniel que com eles a artista fez duetos nas músicas “Deus te Fez Mulher”, “Na Tua Mãe” e “Enchedora”,
respectivamente.

Não é a primeira vez que Pérola pisa o palco desta sala de espectáculos, a artista já foi convidada de Matias Damásio, Heavy C e Yola Semedo. No entanto, é a primeira vez que
se apresenta com show em nome próprio.

O álbum “Mais de Mim”, o mais novo da cantora, foi que recentemente apresentado no Cine Atlântico, em Luanda.

Natural do Huambo, Jandira Sassingui, o seu nome de baptismo, começou a cantar aos oito anos. Aos 13 mudou-se para a Namíbia, onde integrou o grupo Earth Girls até 2001. O primeiro álbum a solo foi lançado em 2004, “Os Meus Sentimentos”, com o qual recebeu o prémio Kora, na categoria de Melhor Voz Feminina da África Austral.

A artista foi também distinguida como “Diva da Música”, em 2009, “Diva do Momento” e “Diva do Ano”, em 2010, no concurso Divas Angola. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA