Início da deslocação de Filipe Nyusi a Paris

Filipe Nyusi, presidente de Moçambique (Cristiana Soares)
Filipe Nyusi, presidente de Moçambique (Cristiana Soares)
Filipe Nyusi, presidente de Moçambique
(Cristiana Soares)

Início da deslocação a Paris do Presidente de Moçambique. Filipe Nyusi dedicou este domingo à comunidade moçambicana residente em França. Para amanhã, o estadista africano tem encontro marcado com o homólogo francês, François Hollande.

A acompanhar Filipe Nyusi nesta viagem estão dois assuntos delicados: o assassínio do constitucionalista franco-moçambicano Gilles Cistac, abatido a tiro por desconhecidos no centro de Maputo em Março e a polémica aquisição de embarcações para a empresa estatal pesqueira moçambicana Ematum, ocultando a compra de material militar à revelia das contas públicas.

Em declarações à Lusa, Serge Segura, embaixador francês em Maputo, sublinha que a Ematul não é um assunto das “relações políticas” entre Moçambique e a França.

De sublinhar, ainda, que Paris e Maputo vão celebrar um acordo de redução de dívida de 17 milhões de euros, este é o quarto e último acordo de redução de dívida de França a Moçambique, no âmbito do Clube de Paris, e vai vigorar até 2019, altura em que ficará reduzida a zero. (rfi.fr)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA