Huíla: Rui Mangueira quer envolvimento de quadros do sector no combate a imigração ilegal

RUI MANGUEIRA - MINISTRO DA JUSTIÇA E DOS DIREITOS HUMANOS (Foto: Angop)

Lubango – O ministro da justiça e direitos humanos, Rui Mangueira, defendeu na terça-feira, na cidade do Lubango, a necessidade de maior controlo, por parte dos funcionários ligados ao sector, pois muitos estrangeiros buscam ilegalmente pela identidade angolana.

RUI MANGUEIRA - MINISTRO DA JUSTIÇA E DOS DIREITOS HUMANOS (Foto: Angop)
RUI MANGUEIRA – MINISTRO DA JUSTIÇA E DOS DIREITOS HUMANOS (Foto: Angop)

Falando num encontro que manteve com os funcionários da justiça, na Huíla, Rui Mangueira manifestou-se preocupado com este fenómeno que se regista constantemente em Angola, situação que pode ser evitada, se houver maior envolvimento das autoridades governamentais, tradicionais e da sociedade em geral.

Alertou para a observância da coerência no procedimento de atribuição de bilhetes de entidade a cidadãos (crianças e adultos) por parte de especialistas do ramo, pois muitos estrangeiros procuram facilidades para a obtenção destes documentos.

“Para isso, é necessário que o relacionamento entre funcionários sejam cada vez mais fortificados para ajudar a garantir a boa imagem do Ministério de Justiça e Direitos Humanos, bem como na manutenção de diversos documentos sobre controlo da instituição”, referiu.

Para o governante é imperioso continuar o combate cerrado aos imigrantes ilegais e que os órgãos do Ministério do Interior têm feito a sua parte, mas não suficiente para conter à entrada ilegal de imigrantes no país. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA