Huíla: Munícipes da Chibia clamam por loja de identificação civil

HUÍLA: LOJA DOS REGISTOS DE CALUQUEMBE (Foto: Morais Silva)

Chibia – Os munícipes da Chibia, 42 quilómetros a sul do Lubango, província da Huíla, clamam pela abertura de uma loja de emissão de bilhete de identidade e certificados de registo criminal, no sentido de evitar deslocações à capital provincial.

HUÍLA: LOJA DOS REGISTOS DE CALUQUEMBE (Foto: Morais Silva)
HUÍLA: LOJA DOS REGISTOS DE CALUQUEMBE (Foto: Morais Silva)

Em declarações à Angop, hoje, sexta-feira, naquela circunscrição, os interlocutores foram unânimes em clamar pela instalação destes serviços afectos ao Ministérios da Justiça na localidade, tendo em conta que os munícipes têm que se deslocar ao Lubango ou um outro município que possua uma loja de identificação, para tirar os documentos.

O funcionário público João Calembela afirmou que a falta destes serviços no município tem causado muitos transtornos, visto que, os cidadãos após ao tratamento da certidão narrativa têm de ir ao Lubango, gastando dinheiro com táxi e estadia, uma vez que se leva muito tempo devido às enchentes que se verificam todos os dias na identificação provincial.

No seu entender, “a situação torna-se ainda mais complicada quando saímos do nosso município para o Lubango e nos deparamos com filas tão grandes que acabamos por não conseguir tratar o documento e temos de voltar com as mãos a abanar e muitas vezes o sistema cai”.

Por seu turno, a comerciante Maria de Sousa considerou urgente que se proceda a abertura dos serviços de identificação civil na região, já que a população local está a ganhar consciência da importância de terem os seus documentos completos, tendo em conta que podem precisar destes a qualquer momento.

Já o estudante universitário Mário Jorge disse que seria uma mais-valia para a Chibia possuir um loja de identificação, tendo em conta que facilitaria muito a vida dos munícipes, a medida que muitos não têm condições para se deslocar ao Lubango para tratar os documentos emitidos por este serviço de justiça.

“Ouvimos que este ano teríamos este serviço aqui na Chibia mas, até agora não vimos nada”, frisou a doméstica Rosa Ngueve esperando que esta situação seja ultrapassada o mais breve possível, visto que vai contribuir para o desenvolvimento do município.

A nível da província da Huíla cinco municípios já dispõem dos serviços de identificação civil, sendo Matala, Quilengues, Humpata, Caconda e Lubango, este último que conta com três postos de emissão do BI.

A Chibia cuja população se dedica sobretudo à agro-pecuária conta com 181 mil e 431 habitantes espalhados pelas suas quatro comunas. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA