Huíla: Justiça aposta na formação de quadros

Rui Mangueira - Ministro da Justiça e dos Direitos Humanos (Foto: António Escrivão)
Rui Mangueira - Ministro da Justiça e dos Direitos Humanos (Foto: António Escrivão)
Rui Mangueira – Ministro da Justiça e dos Direitos Humanos (Foto: António Escrivão)

O Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos vai continuar a apostar na formação profissional de quadros, a todos níveis, visando a melhoria da qualidade da prestação de serviços aos cidadãos, afirmou nesta terça-feira, no Lubango, o titular da pasta.

Rui Mangueira disse à imprensa, após visita de trabalho à Huíla, que é importante investir mais no homem, porquanto só ele está em condições de fazer transformações positivas para o desenvolvimento do país.

Disse que neste momento estão a ser elaboradas matérias necessárias para se desenvolver as acções formativas entre trabalhadores, com objectivo de continuar a servir melhor.

Trata-se da atribuição de bilhete de identidade, registo civil e criminal, reconhecimento de documentos entre outros serviços de justiça a favor da população.

“Vamos ter que investir seriamente na formação dos recursos humanos ao nível do país, para dar resposta à melhoria e qualidade no que tange ao atendimento ao público”, disse.

Reconheceu haver alguma debilidade laboral por parte de alguns funcionários em distintas áreas do Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos, cuja superação passa pelo reforço de ciclos formativos dentro do Plano Nacional de Formação de Quadros. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA