Huambo: Ministro da Agricultura perspectiva boa campanha agrícola

Afonso Pedro Canga - Ministro da Agricultura (Foto: Lucas Neto)
Afonso Pedro Canga - Ministro da Agricultura (Foto: Lucas Neto)
Afonso Pedro Canga – Ministro da Agricultura (Foto: Lucas Neto)

O ministro da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, Afonso Pedro Canga, afirmou na sexta-feira, na cidade da Caála, província do Huambo, que a campanha agrícola 2015/2016, cuja abertura acontece em Setembro, será uma das melhores em relação aos anos anteriores, devido ao empenho dos agricultores e camponeses.

Segundo o governante, que falava à imprensa, no final de uma visita de trabalho de 24 horas à província do Huambo, o Ministério da Agricultura espera por uma excelente campanha agrícola no país, tendo conta o interesse dos camponeses e agricultores em produzirem mais para combater à fome e a pobreza, bem como contribuírem no processo de diversificação da economia.

“No encontro com os responsáveis do sector agrário ao nível da região centro e sul do país, passamos em revista questões ligadas ao estado de preparação da campanha agrícola 2015/2016, relactivamente aos ensaios, insumos disponíveis e meios necessários para uma actividade que ultrapasse as expectativas de todos os angolanos, sobretudo neste momento particular da economia nacional”, informou o ministro.

Nesta perspectiva, Afonso Pedro Canga garantiu que o país está no bom caminho quanto ao alcance exitoso dos objectivos traçados, uma vez que existem unidades de recolha e de processamento dos produtos, através da ligação produtor/comerciante (vice-versa), além do trabalho a ser desenvolvido pelo Ministério da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, centrado na resolução em tempo oportuno dos problemas de escoamento para a satisfação das necessidades dos produtores.

Sobre as potencialidades agro-pecuárias do município da Caála, situado a 23 quilómetros da capital da província do Huambo, o governante disse ser uma localidade com uma população bastante trabalhadora nos vários domínios da actividade economica, desportiva, social e política, fazendo, deste modo, com que a municipalidade se torne em pouco tempo num grande pólo industrial.

Apelou, por esta razão, a população local, em particular os camponeses e agricultores, a continuarem a trabalhar com a mesma determinação, compromisso e empenho, de modo a fazerem com que o município, com apoio do Ministério da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, volte a ostentar o título de “Rainha do Milho”, tal como era considerado no período colonial.

É preciso, prosseguiu o responsável, que todos os angolanos dispostos em colocar uma pedra no grande edifício para a construção de uma Angola de paz e felicidade continuem a trabalhar com a mesma disposição, visto que à população do município da Caála, com realce para os camponeses e agricultores está a dar um verdadeiro exemplo de determinação para o cumprimento deste importante desiderato.

“Temos que continuar com esse mesmo dinamismo, com vista a organizarmos as nossas vidas com trabalho, estudo e dignidade, por ser este o motivo principal que fez com que muitos filhos de Angola lutasse e sacrificarem as suas vidas para que hoje o país estivesse a comemorar 40 anos de Independência”, concluiu Afonso Pedro Canga.
Antes de se deslocar ao município da Caála, o ministro Afonso Pedro Canga, acompanhado pelo vice-governador para o sector Económico, Joaquim Rodrigues da Conceição, e de altos funcionários do Ministério da Agricultura, manteve um encontro de cortesia com o governador da província, Kundi Paihama, com quem abordou questões ligadas ao estado actual do sector agro-pecuário da região.

Depois disso, o governante orientou o encontro regional de preparação da campanha agrícola 2015/2016, do qual fizeram parte directores da Agricultura e chefes de departamentos do Instituto de Desenvolvimento Agrário das províncias do Bié, Benguela, Cunene, Cuando Cubango, Cuanza Sul, Huambo, Huíla e Namibe, tendo de seguida visitado as futuras instalações do Instituto de Investigação Veterinária. (portalangop.co.ao)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA