Grupo ligado ao Estado Islâmico no Egipto diz ter disparado contra Israel

Símbolo do Estado Islâmico (DR)
Símbolo do Estado Islâmico (DR)
Símbolo do Estado Islâmico (DR)

Militantes na península do Sinai, no Egipto, dispararam foguetes em direcção ao sul de Israel nesta sexta-feira, num incidente que não deixou vítimas, mas parecia estar ligado à luta entre insurgentes islâmicos e forças de segurança egípcias.

O grupo ligado ao Estado Islâmico no Egipto, conhecido como Província do Sinai, disse em comunicado publicado no Twitter por seus apoiantes que lançou três foguetes Grad em direcção à “Palestina ocupada”. A Reuters não pôde confirmar a autenticidade do documento de imediato.

Uma fonte do Exército israelita disse mais cedo que foguetes foram lançados do Sinai, que faz fronteira com Israel, a Faixa de Gaza e o Canal de Suez.

A polícia israelita afirmou ter encontrado os restos de dois foguetes numa área aberta. Não houve registo de danos ou vítimas.

É possível que os disparos tenham ligação com os confrontos no Sinai, disse a fonte militar, onde militantes do grupo Província do Sinai lançaram seu maior levante em anos contra as forças de segurança egípcias na quarta-feira.

Dezenas de pessoas foram mortas nos últimos dias em combates e ataques aéreos na região de deserto. Na terça-feira, militantes do Estado Islâmico divulgaram um vídeo ameaçando transformar a Faixa de Gaza em outro “feudo”, como em partes de Iraque e Síria. (reuters.com)

por Mostafa Hashem

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA